Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


sexta-feira, 20 de maio de 2011

Gene ligado ao diabetes controla outros genes, afirma estudo

Cientistas britânicos fizeram uma descoberta que pode ajudar no tratamento de doenças ligadas à obesidade, como o diabetes tipo 2. Segundo uma pesquisa divulgada neste domingo (15/05), o gene conhecido como KLF14, sabidamente associado aos níveis de colesterol e do diabetes tipo 2, pode transformar outros genes encontrados nas células de gordura.


Os resultados, publicados no jornal Nature Genetics, podem auxiliar as pesquisas sobre o tratamento de doenças ligadas à obesidade, como o diabetes tipo 2.

"Nós não sabíamos o que o KLF14 fazia", disse à Deutsche Welle Kerrin Small, pesquisadora do King's College de Londres e co-autora da publicação. "Agora nós sabemos como ele controla outros genes no tecido adiposo."

Como a gordura desempenha um papel chave na suscetibilidade às doenças metabólicas, essa descoberta pode ajudar no combate à essas doenças. "Isso foi um passo muito importante para compreender o diabetes tipo 2", disse Mark McCarthy, outro pesquisador da Universidade de Oxford e co-autor do artigo publicado.

Gene regulador é capaz de transformar outros genes

"O KLF14 é um fator de transcrição que circula nas células de gordura e modifica todo um conjunto de genes", completa McCarthy. "Ele próprio não age diretamente, mas 'liga' e 'desliga' genes que afetam o risco do diabetes."

Os cientistas examinaram mais de 20 mil genes em biópsias de gordura subcutânea de 800 voluntárias gêmeas no Reino Unido. Para confirmar os resultados, examinaram outras 600 amostras subcutâneas de pacientes da Islândia.

Segundo McCarthy, há grandes evidências de que o KLF14 controla o nível de expressão de dez genes no tecido adiposo. Esses genes são todos ligados ao metabolismo, incluindo níveis de colesterol, insulina e glicose e também a obesidade. Segundo ele, centenas de outros genes podem também ser afetados.

Os pesquisadores dizem que todos os seres humanos têm o gene KLF14, já que ele é sempre herdado da mãe. No entanto, a variante de gene que uma pessoa tem influencia o fator de transcrição de diferentes maneiras, disse McCarthy.

Qual deles é o gene crucial para a diabetes?

"É difícil intervir com medicamentos nesta fase inicial [das pesquisas]", alertou McCarthy. Segundo ele, os cientistas precisam primeiro entender quais dos genes transformados pelo KLF14 influenciam de forma crucial o diabetes.

O diretor do departamento de endocrinologia da Universidade de Leipzig, Michael Stumvoll, é da mesma opinião. Ele não participou da pesquisa, mas forneceu informações aos cientistas.

"É definitivamente um divisor de águas para os biólogos e especialistas em genética, um passo enorme para compreender a organização de genes envolvidos no metabolismo", declarou à Deutsche Welle. "Isso é exatamente o que precisamos agora. É importante saber como genes dependem de outros genes."

"Mas esse conhecimento não conduzirá a um novo tratamento nos próximos cinco anos. Talvez nem nos próximos 10 ou 20 anos, talvez nunca será. É uma questão muito complexa, então não deve haver qualquer manipulação acrítica [de genes]. Pode-se criar muitos danos 'desligando' os genes errados."

Autora: Sarah Steffen (br)
Revisão: Alexandre Schossler

Nenhum comentário:

Postar um comentário