Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


domingo, 24 de abril de 2011

Três Estados têm casos de sarampo em 2011 Three states have measles cases in 2011 in Brazil

Governo diz que, desde 2000, as infecções registradas no país vieram de outros locaisGovernment says that since 2000 infections recorded in the country came from other places

Três Estados registraram casos de sarampo neste ano: Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e São Paulo. Os casos em Mato Grosso do Sul e no Rio Grande do Sul (um em cada Estado) foram notificados em março e o ocorrido em São Paulo, em fevereiro.

A Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul registrou, no mês passado, um caso de sarampo em uma francesa de 28 anos, que chegou ao Brasil pelo Rio de Janeiro. A mulher viajou de ônibus pelos Estados do Rio de Janeiro, Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul, onde recebeu atendimento médico na capital, Campo Grande.

Não há registro de que a mulher tenha sido vacinada. Ela relatou que teve contato com pessoas com a doença na França, antes de vir para o Brasil. O laboratório da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) confirmou a doença e identificou o vírus tipo D4, o mesmo que circula na França. O governo de Mato Grosso do Sul adotou medidas de controle e prevenção para evitar novos casos, como verificar se passageiros que tiveram contato com a mulher apresentaram sintomas.

No Rio Grande do Sul, a doença foi identificada em uma menina de nove anos, moradora de Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre. A garota viajou com a família para Iporã e Cascavel, no Paraná. O vírus é o mesmo identificado em Mato Grosso do Sul.

A caderneta de vacinação registra que a menina foi vacinada aos nove meses de idade. Com a confirmação do caso, as autoridades de saúde buscam novos doentes entre parentes, colegas de escola e vizinhos da criança. Foram aplicadas 111 doses da vacina na escola e no prédio onde a menina mora para evitar um surto da doença.

São Paulo confirmou a doença em um morador de Campinas, de 41 anos, sem documentação de ter sido vacinado, que viajou para Orlando (Estados Unidos), em janeiro. O Estado não tinha registro de sarampo há seis anos.

Segundo o Ministério da Saúde, desde 2000 os casos identificados no país foram originários de outros países (importados), ou seja, não foram causados por vírus que circula livremente no território nacional. Em 2010, o Brasil registrou o maior número de casos da doença nos últimos quatro anos, total de 68.

Os surtos ocorreram em três Estados: Paraíba (57), Rio Grande do Sul (8) e Pará (3). Todos os casos, de acordo com as autoridades, foram importados. O último surto havia ocorrido em 2006, com 57 confirmações na Bahia.

No ano passado, o governo brasileiro entregou à Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) um relatório para poder receber o certificado de país livre do sarampo. De acordo com o governo, a confirmação de casos registrados não tira do Brasil a condição de país livre da doença, pois as infecções ocorreram por vírus proveniente de outros países.

O sarampo é uma doença contagiosa transmitida pelo ar quando o doente respira, tosse, espirra ou fala. Os sintomas são febre alta, tosse rouca, conjuntivite, coriza, perda de apetite e manchas avermelhadas na pele. A vacina é a medida mais eficaz de prevenção, segundo as autoridades de saúde. O calendário vacinal prevê a primeira dose a partir de um ano de idade e o reforço entre quatro e seis anos. Mulheres com até 49 anos e homens com até 39 anos devem ser imunizados.

A vacina é recomendada para quem vai viajar ao exterior e está disponível nos postos de saúde.

Three states reported cases of measles this year: Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul and São Paulo. The cases in Mato Grosso do Sul and Rio Grande do Sul (one in each state) were reported in March and held in São Paulo, in February.

The Secretariat of Health of Mato Grosso do Sul registered last month, one case of measles in a French 28, who arrived in Brazil at Rio de Janeiro. She traveled by bus through the States of Rio de Janeiro, Parana, Sao Paulo and Mato Grosso do Sul, where he received treatment in the capital, Campo Grande.

There is no record that the woman has been vaccinated. She reported that she had contact with people with the disease in France, before coming to Brazil. The laboratory of Fiocruz (Oswaldo Cruz) confirmed the disease and identified the virus type D4, the same circulating in France. The government of Mato Grosso do Sul adopted control measures and preventive measures to avoid new cases, how to verify that passengers who had contact with the woman showed symptoms.

In Rio Grande do Sul, the disease was identified in a nine-year-old resident of Viamão in the metropolitan region of Porto Alegre. The girl traveled with his family to Iporã and Cascavel, Parana. The virus is the same identified in Mato Grosso do Sul

The booklet of vaccination records that the girl had been vaccinated at nine months old. With the confirmation of the case, health officials seek new patients among relatives, schoolmates and neighbors of the child. We applied 111 doses of vaccine at school and the building where the girl lives to prevent an outbreak.

Sao Paulo confirmed the disease in a resident of Campinas, 41, no documentation has been vaccinated, who traveled to Orlando (United States) in January. The State had no record of measles for six years.

According to the Ministry of Health, since 2000 the cases were identified in the country from other countries (imported), or were not caused by viruses that circulate freely in the country. In 2010, Brazil recorded the highest number of polio cases in the last four years, total 68.

The outbreaks occurred in three states: Paraíba (57), Rio Grande do Sul (8) and Para (3). All cases, according to authorities, were imported. The last outbreak had occurred in 2006 with 57 confirmations in Bahia.

Last year, the Brazilian government gave the PAHO (Pan American Health Organization) report in order to receive a certificate from a country free of measles. According to the government, the confirmation of cases registered in Brazil does not take the condition of a country free of the disease, because the infections were caused by viruses from other countries.

Measles is a contagious disease transmitted through the air when the patient breathes, coughs, sneezes or talks. Symptoms include high fever, hoarse cough, conjunctivitis, runny nose, loss of appetite and red patches on the skin. The vaccine is most effective measure of prevention, health officials said. Vaccination provides the first dose after one year of age and strengthening between four and six years. Women with up to 49 years and men aged up to 39 years should be immunized.

The vaccine is recommended for those who will travel abroad and is available at health posts.

EUA aprovam primeira vacina para bebês contra meningite fulminante U.S. approves first vaccine for infants against meningitis fulminating

Bactéria se concentra na região do nariz e da garganta e provoca infecção generalizada
Bacteria are concentrated in the nose and throat and causes generalized infection

O FDA (entidade responsável pelo controle de alimentos e medicamentos nos Estados Unidos) aprovou a primeira vacina que previne em bebês as infecções sanguíneas por um tipo de bactéria que pode provocar amputações de membros e a morte do paciente.

Em comunicado, o FDA anunciou nesta sexta-feira (22) a aprovação do uso de Menactra para crianças a partir de nove meses, um medicamento que previne a infecção em massa da Neisseria meningitidis, a bactéria causadora da doença conhecida como meningococcemia, púrpura fulminante ou meningite fulminante.

Essa doença, mais comum na população de baixa renda, ocorre quando a bactéria, que se concentra na região do nariz e da garganta, chega à corrente sanguínea e provoca uma infecção generalizada.

Nos casos mais graves, os pacientes sofrem gangrena em suas extremidades, que podem ser amputadas, e podem até morrer.

Ainda que em caso de cura, as infecções podem deixar profundas cicatrizes. A Neisseria meningitidis é a causa principal da meningite que afeta crianças, e o FDA lembra que mesmo com o tratamento adequado com antibióticos, cerca de 15% dos pacientes morrem.

O órgão do governo americano já autorizou em 2005 o uso de Menactra para pessoas entre 11 e 55 anos, e em 2007 para as crianças a partir de dois anos. A vacina é fabricada pelo laboratório Sanofi Pasteur.

"Copyright Efe - Todos os direitos de reprodução e representação são reservados para a Agência Efe."

The FDA (the body responsible for the control of food and medicine in the U.S.) approved the first vaccine that prevents infections in babies blood for a type of bacteria that can cause amputations and death of the patient.

In a statement, the FDA announced on Friday (22) the approval of the use of Menactra for children from nine months, a drug that prevents the mass infection of Neisseria meningitidis, the bacterium causing the disease known as meningococcemia, purpura fulminans or fulminant meningitis.

This disease, more common in low-income population, occurs when bacteria, which are concentrated in the nose and throat, reaches the bloodstream and causes a generalized infection.

In severe cases, patients suffering gangrene in their extremities, which may be removed and may even die.

While in case of healing, infections can leave deep scars. Neisseria meningitidis is the leading cause of meningitis that affects children, and the FDA says that even with appropriate treatment with antibiotics, about 15% of patients die.

The U.S. government agency has already authorized in 2005 the use of Menactra for people between 11 and 55 years, and in 2007 for children from two years. The vaccine is manufactured by Sanofi Pasteur.

"Efe Copyright - All rights of reproduction and representation are reserved for the Efe."

ANS faz consulta pública sobre manutenção de plano de saúde para demitidos e aposentados ANS makes maintenance of public consultation on health plan for retirees and laid off in Brazil

População pode opinar sobre proposta que regulamenta direto de ex-empregado
Population can provide feedback on a proposal to regulate direct ex-employee

A população já pode opinar sobre a proposta que regulamenta o direito do ex-empregado, demitido sem justa causa, e do aposentado de continuar como usuário de plano de saúde, com a mesma cobertura que tinha quando trabalhava, desde que eles assumam o pagamento integral do pacote de serviços.

A Consulta Pública nº 41, organizada pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), vai até dia 18 de maio. A proposta foi elaborada por uma câmara técnica, composta por representantes da agência reguladora, dos patrões, das operadoras e dos consumidores.

De acordo com a ANS, regulamentar a questão, prevista em lei de 1998, atende a uma necessidade do setor. A proposta trata do pagamento da mensalidade, tempo de contribuição e condições de reajuste dos planos para ex-funcionários demitidos sem justa causa e aposentados.

Os comentários devem ser enviados à agência reguladora pelo site da ANS.

The population can now decide on the proposal to regulate the right of the former employee dismissed without just cause, and retired as a user to continue health plan, with the same coverage you had when you worked, since they assume the full payment package of services.

Public Consultation No. 41, organized by the NSA (National Health Insurance), goes up May 18. The proposal was drafted by a technical group, comprising representatives of the regulatory agency, owners, operators and consumers.

According to ANS, the regulatory issue, as provided by law in 1998, fills a need in the industry. The proposal deals with the monthly payment, contribution time and conditions for readjustment of former employees dismissed without cause and retirees.

Comments should be sent to the regulatory agency for the site of ANS.

Pesquisadores descobrem nova forma de tratar o bruxismo Researchers discover new way to treat bruxism in Brazil

Universidade gaúcha testa nova placa que diminui os sintomas em 99% dos pacientes
Southern university tests new board that reduces symptoms in 99% of patients

Uma novidade anunciada por pesquisadores de uma universidade gaúcha é uma boa notícia para que sofre de bruxismo. A doença que se caracteriza pelo ranger dos dentes, pressiona as mandíbulas e levam ao desgaste do esmalte do dente, podendo provocar intensas dores de cabeça. O problema atinge 30% dos brasileiros.

Para tratá-la, geralmente são usadas placas de silicone, que diminuem os sintomas. E foram exatamente elas que ajudaram um grupo de pesquisadores da PUC (Pontifícia Universidade Católica) do Rio Grande do Sul a descobrir que o bruxismo não está associado apenas ao estresse e a ansiedade. Mas pode ser causado também por dificuldades respiratórias.

Diante disso, a equipe substituiu a placa por outra usada por quem tem apneia do sono. Ela se ajusta melhor aos dentes e facilita a respiração. Voluntários ficaram três meses dormindo com a nova placa e o resultado surpreendeu os pesquisadores: 99% dos pacientes apresentaram redução dos sintomas.




A new feature announced by researchers at a southern university is good news for suffering from bruxism. The disease is characterized by the gnashing of teeth, jaws and pushes the lead to wear of tooth enamel and can cause severe headaches. The problem affects 30% of Brazilians.


To treat it, are commonly used silicon plates, which reduce the symptoms. And it was they who helped a group of researchers at the Catholic University (PUC) of Rio Grande do Sul to discover that bruxism is not only associated with stress and anxiety. But it can also be caused by breathing difficulties.


Given this, the team replaced the card used by someone for whom you have sleep apnea. It fits better to the teeth and makes breathing easier. Volunteers spent three months sleeping with the new card and the result surprised the researchers: 99% of patients had reduced symptoms.

http://noticias.r7.com/saude/noticias/pesquisadores-descobrem-nova-forma-de-tratar-o-bruxismo-20110423.html

Bafômetro ataca na sala de cirurgia Breathalyzer attacks in the operating room

Pesquisa nos EUA indica que, mesmo sem ressaca, noite de bebedeira traz impacto negativo para as habilidades do cirurgião no dia seguinte
U.S. research indicates that even without hangovers, drunken night brings negative impact on the skills of the surgeon the next day

O que pensaria se um cirurgião participasse de uma festa de arromba na véspera de uma operação na qual você é o paciente?

É provável que sua reação fosse negativa. Mas o fato é que não há regras limitando a quantidade de álcool que um cirurgião pode consumir na véspera de um dia na sala de operações.

E isso apesar do fato de 42% dos funcionários do sistema de saúde dos Estados Unidos admitirem já ter ido ao trabalho de ressaca, de acordo com estudo realizado em 1993. Na classe médica, os cirurgiões são conhecidos como particularmente afeitos ao álcool, de acordo com outros estudos e com a observação de muitos profissionais da área.

Assim, um grupo de pesquisadores realizou um experimento incomum, publicado na revista científica Archives of Surgery. Eles reuniram seis cirurgiões muito experientes em procedimentos de laparoscopia - um tipo de cirurgia considerada minimamente invasiva - e os convidaram para jantar num restaurante. Com a comida, foi oferecida aos médicos uma quantidade ilimitada de álcool, seguida pela orientação de que bebessem até se sentirem embriagados.

Os pesquisadores levaram os médicos até suas casas naquela noite e os buscaram na manhã seguinte, deixando-os num laboratório equipado com um simulador que usa a realidade virtual. O aparelho é usado no treinamento das técnicas de laparoscopia.

O estudo se concentrou nos procedimentos de laparoscopia porque eles "exigem muito" das "capacidades cognitivas, perceptivas e visual-espaciais", que podem ser prejudicadas pela bebida.

Os cirurgiões foram testados no simulador às 9h, às 13h e às 16h. Em cada um dos testes, suas habilidades cirúrgicas se mostraram prejudicadas em relação ao resultado de um teste controle.

No entanto, apenas os resultados obtidos às 13h apresentaram piora estatisticamente significativa em relação aos resultados do teste controle. Entre os problemas observados, os cirurgiões cometeram mais erros e foram menos eficientes no emprego do aparelho para queimar tecido como parte do processo cirúrgico. À tarde, os cirurgiões também demoraram mais do que o normal para concluir as cirurgias virtuais, mas, no teste realizado às 9h, eles concluíram o procedimento num tempo abaixo do considerado padrão.

Todos os cirurgiões foram testados com um bafômetro antes do início das cirurgias virtuais. Cinco dos seis participantes passaram no teste.

Mas os pesquisadores não ficaram animados com o pequeno número de pessoas que disseram sentir os efeitos da ressaca. Em vez disso, eles se disseram preocupados com o fato de os cirurgiões terem enfrentado problemas nas operações virtuais apesar de aparentarem estar sóbrios.

O estudo teve proporções pequenas demais para que os pesquisadores determinassem por quanto tempo os médicos devem se manter longe da bebida antes de participar de uma cirurgia. Entretanto, eles aconselham que, "levando-se em consideração os significativos desafios cognitivos, perceptivos, visual-espaciais e psicomotores envolvidos nas técnicas modernas de cirurgia orientada por imagens, abster-se do álcool na véspera de uma cirurgia pode ser algo recomendável para os cirurgiões". /TRADUÇÃO DE AUGUSTO CALIL

                                                                          Rick Wilking/Reuters-30/8/2010
How would you feel if a surgeon to participate in a hot holiday party on the eve of an operation in which you are the patient?

It is likely that his reaction was negative. But the fact is that there are no rules limiting the amount of alcohol you can consume a surgeon on the eve of a day in the operating room.

And this despite the fact that 42% of the employees of the health system of the United States admit they had been to work with a hangover, according to a study conducted in 1993. In the medical profession, surgeons are known to be particularly addicted to alcohol, according to other studies and the observation of many professionals.

So a group of researchers made an unusual experiment, published in the journal Archives of Surgery. They met six surgeons highly experienced in laparoscopic procedures - a type of minimally invasive surgery considered - and invited them to dinner at a restaurant. With food was offered to physicians an unlimited amount of alcohol, followed by guidance they drank to feel drunk.

Researchers led doctors to their homes that night and searched the next morning, leaving them in a laboratory equipped with a simulator that uses virtual reality. The device is used in the training of laparoscopic techniques.

The study focused on laparoscopic procedures because they "require a lot" of "cognitive, perceptual and visual-spatial," which can be impaired by drink.

The surgeons were tested in the simulator at 9am, at 13h and 16h. In each test, his surgical skills were shown impaired in relation to the result of a test control.

However, only the results obtained at 13h worsened significantly in comparison to control test results. Among the problems noted, surgeons made more errors and were less efficient in the use of the device to burn tissue as part of the surgical process. In the afternoon, the surgeons also took longer than usual to complete the virtual surgeries, but in testing conducted at 9am, they concluded the process in a time below the standard considered.

All surgeons were tested with a breathalyzer before the start of virtual surgeries. Five of the six participants passed the test.

But researchers were not thrilled with the small number of people reported feeling the effects of a hangover. Instead, they said they were concerned with the fact that surgeons have faced problems in virtual operations despite appearing to be sober.

The study was too small proportions for the researchers to determine how long doctors should stay away from drink before attending a surgery. However, they advise that "taking into consideration the significant challenges cognitive, perceptual, visual-spatial and psychomotor involved in modern techniques of image guided surgery, abstain from alcohol the night before surgery may be recommended for something surgeons. " / TRANSLATION AUGUSTO CALIL

Menino que recebeu transplante de coração apresenta melhora Boy who received a heart transplant has improved

O Instituto Nacional de Cardiologia (INC), em Laranjeiras (zona sul do Rio), informou nesta sexta-feira que o menino Patrick Hora Alves, 10 --que recebeu transplante de coração--. apresenta melhora progressiva.

Segundo o boletim médico, o garoto permanece sedado, mas o quadro clínico evolui desde que o suporte cardíaco foi retirado, na última quarta-feira. O coração da criança funciona sem o auxílio de aparelhos.

O garoto foi a primeira criança do Brasil a conviver com um coração artificial por cerca de 30 dias. Ele sofre de uma doença genética chamada miocardiopatia restritiva --doença que faz com que as paredes do ventrículo fiquem mais grossas e rígidas, dificultando o bombeamento de sangue.

Por causa de dois coágulos no coração, o órgão acabou se deteriorando após uma das cirurgias para a retirada desses coágulos. O coração artificial poderia ficar no corpo da criança por até três meses.

O transplante ocorreu no último dia 15. Patrick deve permanecer internado por pelo menos 30 dias, e terá de tomar medicamentos para evitar a rejeição do órgão pelo resto da vida, mas poderá levar uma vida normal, de acordo com os médicos.

The National Institute of Cardiology (INC) in Orange (south area), said on Friday that the boy Patrick Hora Alves, 10 - who received a heart transplant -. has progressively improved.

According to the medical report, the boy remains sedated, but the clinical picture evolves from the cardiac support was removed last Wednesday. The child's heart function without the aid of apparatus.

The boy was the first child in Brazil to live with an artificial heart for 30 days. He suffers from a genetic disease called restrictive cardiomyopathy - a disease that causes the ventricular walls become thicker and more rigid, making it harder to pump blood.

Because of two blood clots in the heart, the body eventually deteriorated after one of these operations to remove clots. The artificial heart could be in the child's body for up to three months.

The transplant occurred on Jan. 15. Patrick should remain hospitalized for at least 30 days and will have to take drugs to prevent organ rejection by the rest of his life, but can lead a normal life, according to doctors.

Especialistas alertam para os excessos de chocolate na Páscoa Experts warn of the excesses of chocolate at Easter

Altamente calórico, o chocolate é o vilão das dietas. Embora seja rico em nutrientes, ele deve ser consumido com moderação, principalmente na Páscoa, diz Daniel Magnoni, cardiologista e nutrólogo do Hospital do Coração.

"É importante ressaltar que o consumo deve ser em pequenas quantidades, uma vez que o chocolate contém gordura saturada, açúcar e cacau que, em excesso, podem trazer efeitos nocivos à saúde", diz o médico.

Ganho de peso e distúrbios gastrointestinais, como diarreia, náuseas e vômitos são alguns dos problemas para quem abusa.

De acordo com Camila Ragne Torreglosa, nutricionista do HCor, é recomendado que a pessoa consuma chocolates com baixo teor de açúcar e gordura. "Um pedaço de chocolate de 50 gramas tem 250 calorias. Se essa pessoa passar a consumir mais calorias do que ela está acostumada, ela vai ganhar uns dois quilos no fim de uma semana", alerta.

Aos pais, a nutricionista recomenda cautela ao presentear os filhos com ovos de páscoa. "A criança gasta bastante energia e ela pode comer doces, não há esta restrição tão severa quanto aos adultos, mas é importante não haver exageros", diz.

High-calorie, chocolate is the villain of the diets. Although rich in nutrients, it must be consumed in moderation, especially at Easter, says Daniel Magnoni, a cardiologist and nutrition specialist Heart Hospital.

"It is important to note that consumption should be in small quantities, since chocolate contains saturated fat, sugar and cocoa, in excess, can cause harmful effects to health, " says the doctor.

Weight gain and gastrointestinal disturbances such as diarrhea, nausea and vomiting are some problems for the abuser.

According to Camila Ragne Torreglia nutritionist HCor, it is recommended that people consume chocolates with low sugar and fat. "A piece of chocolate has 250 calories 50 grams. If that person passes to consume more calories than she is accustomed, she will gain about two pounds at the end of a week, "he warns.

Parents, the nutritionist advises caution to present the children with Easter eggs. "The child spends a lot of energy and she can eat sweets, there is no such restriction so severe as to adults, but it is important not to go too far, " he says.

Risco de trombose é duas vezes maior com nova pílula Risk of thrombosis is twice as high with new pill

Mulheres que tomam anticoncepcionais de última geração têm duas vezes mais risco de ter trombose do que aquelas que tomam pílulas mais antigas, vendida desde a década de 1970.

A conclusão é de dois estudos, publicados na quinta-feira, feitos com 1,2 milhão de mulheres de 15 a 44 anos.

De acordo com especialistas, é consenso que pílulas causam alterações na circulação sanguínea. Mas, dependendo do tipo de hormônio e da dosagem, esses efeitos podem ser maiores.

Segundo a pesquisa, as fórmulas com drospirenona, um derivado da progesterona, trazem mais risco do que as com levonorgestrel, outro derivado do hormônio.

O levantamento foi feito por pesquisadores americanos e neozelandeses usando bases de dados dos Estados Unidos e do Reino Unido.

Para o cirurgião vascular Nelson Wolosker, do Hospital Israelita Albert Einstein, o interessante da pesquisa é que foram excluídas todas as pacientes que tinham algum fator de risco para trombose, como histórico familiar, obesidade e tabagismo.

Isso quer dizer que mesmo mulheres saudáveis podem ter complicações, ainda que a probabilidade seja baixa. No estudo, foram registrados 30,8 casos de trombose por 100 mil mulheres que tomaram drospirenona e 12,5 casos por 100 mil que usaram levonorgestrel.

"Diante dos resultados, talvez seja melhor usar a pílula antiga", diz Wolosker.

COMPLICAÇÕES

Quem tem algum fator de risco deve evitar qualquer contraceptivo hormonal e partir para os não hormonais, como o DIU (dispositivo intra-uterino).

"Os hormônios fazem com que as plaquetas coagulem mais facilmente na presença de um estímulo", diz Antonio Mansur, cardiologista do Hospital das Clínicas de SP.

A trombose causa inchaço, dor e, se o coágulo se desprender, pode levar à embolia pulmonar.

Segundo o ginecologista Claudio Bonduki, da Unifesp, a pesquisa só reforça a importância de um exame clínico antes de a mulher começar a tomar anticoncepcional.

"Há várias fórmulas. Cada hormônio tem suas vantagens e desvantagens. É preciso analisar o histórico.


Women who take birth control pills last generation have twice the risk of stroke than those taking older pills, sold since the 1970s.

The conclusion of two studies published on Thursday, made with 1.2 million women aged 15 to 44 years.

According to experts, the consensus is that pills cause changes in blood flow. But depending on the type and dosage of hormone, these effects may be greater.

According to research, formulas with drospirenone, a derivative of progesterone, carry more risk than those with levonorgestrel, another derivative of the hormone.

The survey was conducted by American and New Zealand researchers using databases in the United States and United Kingdom.

For the vascular surgeon Nelson Woloski, Hospital Israelita Albert Einstein, the interesting research is that all patients were excluded who had any risk factor for thrombosis, such as family history, obesity and smoking.

This means that even healthy women may have complications even if the probability is low. In the study, were reported 30.8 cases of stroke per 100 000 women taking drospirenone and 12.5 cases per 100 000 who took levonorgestrel.

"Given the results, it might be better to use the old pill," said Woloski.

COMPLICATIONS

Who has any risk factor should avoid any hormonal contraceptive, and as for the non-hormonal and the IUD (intrauterine device).

"The hormones cause the platelets to clot more easily in the presence of a stimulus," says Antonio Mansur, a cardiologist at University Hospital of SP.

Thrombosis causes swelling, pain, and if the clot breaks loose, it can lead to pulmonary embolism.

According to the gynecologist Claudio Bonduki, UNIFESP, the survey only reinforces the importance of a clinical examination before they started taking the contraceptive.

"There are various formulas. Each hormone has its advantages and disadvantages. We must analyze the history.

Brasil aprova cirurgia bariátrica “light” Brazil approves bariatric surgery "light"

Novo tipo de redução de estômago não é tão agressivo mas pode ser menos eficiente
New type of stomach reduction is not as aggressive but can be less efficient

A cirurgia de redução de estômago, procedimento cujo número de cirurgias cresce mais do que as de lipoaspiração e de implante de silicone no País, acaba de ganhar uma modalidade mais “light”.

O Conselho Federal de Medicina (CFM) aprovou a técnica chamada “gastrectomia vertical”, o que fez ampliar para três as opções de cirurgia bariátrica existentes no Brasil. A principal diferença dela para os outros dois tipos existentes (banda gástrica ajustável e o by-pass gástrico) é que a gastrectomia é menos invasiva, modifica o tamanho do estômago sem mexer na anatomia do intestino.

Aprovada no final do ano passado, a versão mais light começa a ganhar agora os principais hospitais cirúrgicos. O presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica, Thomaz Szego, diz que uma das vantagens da nova técnica é que ela compromete menos a absorção de nutrientes do organismo, como acontecia com os métodos mais antigos. “Pode ser recomendada para quem já tem alguma deficiência de cálcio (osteoporose) ou de vitaminas”, afirma Szego.

Magro pode?

Marcelo Z. Salem, cirurgião de aparelho digestivo pela Universidade de São Paulo e membro da Federação Internacional de Cirurgias da Obesidade (IFSO), completa a lista do grupo recomendado para a nova técnica bariátrica: pacientes com risco cirúrgico muito alto, por exemplo, com algum comprometimento cardíaco. “É uma espécie de meia cirurgia, que só é feita no estômago, e diminui os impactos no corpo”, explica o cirurgião. Segundo ele, a nova técnica desponta como uma tendência futura, ainda a ser estudada. “Se ela (cirurgia) se mostrar uma técnica boa e com poucos efeitos colaterais, pode ser que no futuro o CFM flexibilize as normas para que esta cirurgia seja feita em pessoas não tão obesas. Mas o Conselho de Medicina ainda exige mais indícios científicos para respaldar essa regulamentação”, informou Salem.

Atualmente, só podem fazer cirurgias bariátricas pessoas extremamente obesas, com índice de massa corpórea (IMC) acima de 40 – para calcular é preciso dividir o peso pela altura ao quadro. Quem tem IMC 35 e alguma doença crônica (como diabetes) também está liberado para ir para a mesa de operação. Em todos os casos é preciso avaliação médica e o paciente deve ter mais do que 16 anos.

Pontos contras da nova bariátrica

Da mesma forma que os médicos reconhecem os benefícios da técnica “gastrectomia vertical”, eles também enxergam desvantagens. Por ser muito recente ainda não há dimensão concreta dos seus possíveis efeitos colaterais e também da sua eficácia.

É fato que para ter sucesso no processo de emagrecimento, o paciente precisa ter mudanças de hábitos com relação à alimentação, mesmo após a cirurgia de redução do estômago. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica, atualmente, o índice de reganho de peso após o procedimento cirúrgico é de 10%. A técnica mais light da bariátrica, justamente por ser menos invasiva, pode ter uma taxa de insucesso maior que só conseguirá ser calculada em cinco anos, no mínimo.

O perfil do operado

Durante o ano passado, foram realizadas 30 mil cirurgias bariátricas no País, um aumento de 10% em relação ao total de 2008. É uma das técnicas cirúrgicas que mais cresce. Para efeitos de comparação, no intervalo de 12 meses, as lipoaspirações e implantes de silicone aumentaram 3,5%.

As mulheres são maioria entre os operados e somam 60% no total de cirurgias. A faia etária mais recorrente é entre 20 e 40 anos. A liderança feminina é explicada por elas serem maioria no grupo de obesos (o dobro segundo a Associação Brasileira de Estudo para Obesidade) e também por sofreram mais os impactos sociais dos quilos extras. “A paciente obesa já se coloca em segundo plano. É a melhor amiga da menina bonita, acompanhante, motorista dos filhos das irmãs. O emagrecimento puxa a vontade de ir à academia, comprar roupas e de conquistar uma melhor qualidade de vida social”, afirma o cirurgião digestivo Marcelo Z. Salem.

Impacto social

Por ter influência direta na vida do operado de cirurgia bariátrica, as pesquisas clínicas têm focado em mensurar as transformações sociais após a cirurgia bariátrica. Pesquisadores de Pernambuco e Florianópolis, por exemplo, já começaram a reunir dados sobre as transformações após a operação, segundo o Caderno de Saúde Pública.


The stomach-reduction surgery, a procedure whose number of surgeries increases more than liposuction and silicone implant in the country, has just won a game most "light".

The Federal Council of Medicine (CFM) adopted a technique called vertical gastrectomy, which has three options to extend the existing bariatric surgery in Brazil. The main difference from her to the other two existing types (adjustable gastric banding and gastric bypass) is that gastrectomy is less invasive, modifies the size of the stomach without changing the anatomy of the intestine.

Adopted at the end of last year, the latest version now light is beginning to gain the main surgical hospitals. The president of the Brazilian Society for Bariatric Surgery, Thomas Szeg, says that one advantage of the new technique is that it involves less than the absorption of nutrients from the body, as with the older methods. "It may be recommended for those who already have some deficiency of calcium (osteoporosis) or vitamins," says Szeg.

Slim can?

Marcelo Z. Salem, digestive surgeon from the University of Sao Paulo and member of the International Federation of Surgery of Obesity (IFSO) completes the list of the group recommended a new technique for bariatric surgery: patients with very high surgical risk, for example, some cardiac . "It's kind of half surgery, which is only made in the stomach, and reduces impacts on the body," says surgeon. He said the new technique is emerging as a future trend, still being studied. "If it (surgery) to show a good technique and has few side effects, which can be more flexible in the future CFM standards for this surgery is done in the not-so obese. But the Medical Council requires further scientific evidence to support this legislation, "said Salem.

Currently, bariatric surgery can only make people extremely obese, with body mass index (BMI) above 40 - you need to calculate the weight divided by height table. Who has 35 BMI and chronic disease (like diabetes) is also free to go to the operating table. In all cases you need medical evaluation and the patient should have more than 16 years.

Points cons of new bariatric

Just as physicians recognize the benefits of technology "sleeve gastrectomy", they also see disadvantages. Being very new there is still no concrete dimension of its possible side effects and also their effectiveness.

It is a fact that to succeed at weight loss process, the patient needs to have changes in habits related to food, even after the stomach-reduction surgery. According to the Brazilian Society for Bariatric Surgery, currently, the rate of weight regain after surgery is 10%. The technique of bariatric more light, precisely because it is less invasive, may have a higher failure rate that it can only be calculated in five years at least.

The profile of the operated

During the past year, there were 30,000 bariatric surgeries in the country, an increase of 10% over the 2008 total. It is one of the fastest growing surgical techniques. For comparison, in the range of 12 months, the liposuction and silicon implants increased 3.5%.

Women are the majority among those operated on and account for 60% of the total surgeries. Beech applicant is aged over 20 to 40 years. The female lead is mostly explained by their being in the obese group (twice according to the Brazilian Study of Obesity) and also experienced more social impacts of extra pounds. "The obese patients already stands in the background. It's the pretty girl's best friend, companion, driver of the sons of sisters. Weight loss pulls the desire to go to the gym, shopping for clothes and win a better quality of social life, "said the surgeon digestive Marcelo Z. Salem.

Social impact

By having a direct influence on the life of bariatric surgery, clinical research has focused on measuring the social changes after bariatric surgery. Researchers from Pernambuco and Florianopolis, for example, have begun to gather data on the changes after the operation, according to the Book of Public Health.

Drogas Drugs

O que são
Drogas são substâncias naturais ou sintéticas que afetam os processos da mente ou do corpo quando introduzidas no organismo.

Embora o termo possa se referir a qualquer composto utilizado no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças, na maioria das vezes é utilizado para se referir a substâncias usadas recreativamente em função dos efeitos narcóticos que exercem sobre o sistema nervoso central.

Se a droga é usada recreativamente, é porque proporciona experiências de prazer. Isso leva parte dos usuários ao uso contínuo e à dependência. Por este motivo, a definição de drogas atualmente abrange também produtos tóxicos legais que são utilizados de forma excessiva, como o cigarro ou o álcool.

Algumas substâncias químicas têm o poder de alterar nosso estado de consciência disparando uma parte do cérebro responsável pelo que chamamos de sistema de recompensa, associado principalmente à manutenção da dopamina – principal neurotransmissor do corpo – no organismo.

As drogas psicotrópicas (psico/mente + trópico/atração por) são as que alteram a forma de o indivíduo sentir, pensar e, às vezes, agir. Podem ser divididas em drogas naturais, parcialmente sintéticas e sintéticas. Mas, de uma forma geral, são classificadas de acordo com os efeitos farmacológicos que exercem, ou seja, a forma como atuam sobre o cérebro. Podem ser estimulantes, depressoras ou perturbadoras do sistema nervoso central.

 
Tipos
Drogas estimulantes aumentam a atividade cerebral: o tempo de vigília é aumentado, a atenção é reforçada e há aceleração do pensamento – o que leva à euforia. Cafeína e nicotina são estimulantes naturais legalizados. Anfetaminas podem ser utilizadas pela medicina como moderadores do apetite, mas também são usadas sem o aval do médico. Cocaína e crack são consumidos por vias intranasais, pela aspiração do pó ou da fumaça, ou de forma injetável. Têm alto tropismo, ou seja, o usuário tem grandes chances de se tornar dependente.

Drogas depressoras diminuem a atividade do cérebro, tendo propriedades analgésicas. Usuários desse tipo de psicotrópico apresentam movimentos lerdos, a atenção e o tempo de vigília diminuem. O álcool é uma substância lícita, mas o consumo frequente e prolongado pode levar ao vício e a doenças graves.

Benzodiazepínicos (tranquilizantes ou calmantes) são usados no tratamento de alguns distúrbios emocionais, como tensões e ansiedades. No entanto, podem causar efeitos adversos graves e causam rápida dependência.

Opiáceos podem ser naturais, extraídos da papoula; semissintéticos, a partir da morfina (heroína), e sintéticos (meperidina). Têm alto potencial de dependência, usados como analgésicos e sedativos pela medicina em sua forma sintética. Lança-perfume, benzina, alguns tipos de cola, clorofórmio e éter são inalantes: provocam tonturas e relaxamento da musculatura, com alterações perceptivas do tempo e do espaço.

Drogas perturbadoras, ou alucinógenas, frequentemente causam ilusões visuais e alterações nos sentidos. Não aumentam nem diminuem a atividade do cérebro, mas fazem com que o órgão funcione de maneira diferente. Essas substâncias, até onde se sabe, não têm utilidade clínica e são ilegais. Mescalina, psilocibina (cogumelo), maconha, LSD, Ayahuasca (o “chá” do Santo Daime), ecstasy e anticonérgicos fazem parte deste grupo.

A mescalina tem efeitos psicodélicos semelhantes embora menos intensos que o LSD. A maconha causa alterações cognitivas e de humor, aumento exagerado de apetite e, em alguns casos, desencadeia quadros agudos de pânico e paranoia. O chá do Santo Daime pode também levar a quadros psicóticos. O ecstasy (droga sintética derivada da anfetamina) tem tanto propriedades estimulantes como alucinógenas, afetando e lesando o sistema serotoninérgico, responsável pelo controle do humor e impulsos.


Curiosidades
Ao longo da História, muitos conflitos ocorreram por causa da droga. De 1830 a 1860 as Guerras do Ópio foram travadas entre ingleses e chineses, que não queriam mais permitir a entrada do entorpecente extraído da papoula em seus territórios. Derrotada, a China teve de aceitar a legalização da importação para o país até 1949 e lidar com o crescente problema de saúde decorrente da dependência química.

A descoberta dos efeitos alucinógenos do LSA foi acidental, quando o médico suíço Albert Hoffman manipulava ácido obtido a partir do alcaloide de um fungo em seus estudos. Durante o trabalho, ele percebeu que se sentia tonto. Além disso, teve vertigens e era capaz de ver luzes coloridas intensas ao seu redor.

Em alguns países a maconha é liberada para fins medicinais, estimulando o apetite e diminuindo a dor de pacientes com câncer terminal, glaucoma, portadores de HIV ou doenças que causam espasmos musculares, como o Parkinson. O consumo recreacional da maconha é popular na Holanda, Bélgica, Suíça e Canadá.

A quantidade necessária de cocaína para provocar uma overdose – situação em que o organismo é incapaz de metabolizar as substâncias, causando um quadro grave de intoxicação – varia de um indivíduo para o outro. A morte pode ocorrer após o consumo de 0,2 a 1,5 grama de droga pura. Esse risco é maior se houver injeção direta no sangue.

 
Doenças relacionadas
- Alcoolismo

- Alergias

- Ataque cardíaco

- Arritmia

- Demência

- Depressão

- Derrame

- Desidratação

- Distúrbios generalizados de ansiedade

- Doença hepática alcoólica

- Doenças pulmonares

- Câncer de pulmão

- Cirrose

- Estresse e ansiedade

- Insuficiência renal

- Hipertensão

- Hipertensão pulmonar

- Pancreatite

- Psicose

- Reações alérgicas

- Transtorno de déficit de atenção com hiperatividade

- Doença arterial coronariana

- Transtorno bipolar

- Transtorno-obsessivo-compulsivo

- Transtorno de personalidade

- Transtornos do sono

What are
Drugs are natural or synthetic substances that affect the processes of the mind or body when introduced into the body.

While the term may refer to any compound used in the diagnosis, prevention and treatment of diseases, most often is used to refer to substances used recreationally as a function of the narcotic effects they have on the central nervous system.

If the drug is used recreationally, it is because it provides experience of pleasure. This leads some users continued use and dependence. For this reason, the definition of drugs currently also covers legal toxic products that are used to excess, like cigarettes or alcohol.

Some chemicals have the power to alter our state of consciousness shooting a part of the brain responsible for what we call the reward system, mainly associated with the maintenance of dopamine - a neurotransmitter in the main body - the body.

Psychotropic drugs (psycho / mind tropic + / attraction) are those that change the shape of the individual to feel, think and sometimes act. Drugs can be divided into natural, synthetic and partially synthetic. But in general, are classified according to the pharmacological effects which are active, ie, how they act on the brain. They can be stimulants, depressants or disrupting the central nervous system.

 
Types
Stimulant drugs increase brain activity: waking time is increased, attention is enhanced and no acceleration of thought - which leads to euphoria. Caffeine and nicotine are stimulants legalized. Amphetamines can be used in medicine as moderators of appetite, but also are used without the approval of the physician. Cocaine and crack are consumed by intranasal routes, by inhalation of dust or smoke, or injectable form. Have a high tropism, ie, the user is likely to become dependent.

Depressant drugs decrease brain activity, and analgesic properties. Users of such movements have psychotropic nerds, attention and watch time go down. Alcohol is a legal substance, but the frequent and prolonged use can lead to addiction and serious illness.

Benzodiazepines (tranquilizers or sedatives) are used to treat certain emotional disorders such as stress and anxiety. However, they may cause serious adverse effects and cause rapid addiction.

Opiates may be natural, extracted from opium; semisynthetic, from morphine (heroin) and synthetic (meperidine). Have high potential for addiction, used as sedatives and analgesics in medicine in its synthetic form. Smell ether, benzene, some types of glue, chloroform and ether are inhaled, cause dizziness and muscle relaxation, perceptual changes with time and space.

Drug disturbing, or hallucinatory, visual illusions and often cause changes in the senses. Neither increase nor decrease the activity of the brain, but cause the body works differently. These substances, as far as we know, have no clinical utility and are illegal. Mescaline, psilocybin (mushrooms), marijuana, LSD, Ayahuasca ("tea" Santo Daime), ecstasy and anticonérgicos part of this group.

Mescaline has psychedelic effects similar though less intense than LSD. Marijuana causes cognitive dysfunction and mood, increased appetite and excessive in some cases, triggers acute panic and paranoia. The Santo Daime tea can also lead to psychotic. Ecstasy (synthetic drug derived from amphetamine) has both stimulant and hallucinogenic properties, affecting and damaging the serotonergic system, which controls mood and impulses.

 
Curiosities
Throughout history, many conflicts occurred because of the drug. From 1830 to 1860 the Opium Wars were fought between the English and Chinese, who no longer wanted to allow the entry of narcotic drug extracted from poppies in their territories. Defeated, China had to accept the legalization of importation into the country by 1949 and address the growing health problem arising from chemical dependency.

The discovery of the hallucinogenic effects of the LSA was accidental, when the Swiss physician Albert Hoffman manipulated acid alkaloid obtained from a fungus in their studies. During the work, he realized that he felt dizzy. Furthermore, he had vertigo and could see intense colored lights around them.

In some countries marijuana for medicinal purposes is released, stimulating the appetite and reducing pain in patients with terminal cancer, glaucoma, HIV or diseases that cause muscle spasms, such as Parkinson's. The recreational use of marijuana is popular in Holland, Belgium, Switzerland and Canada.

The amount of cocaine to cause an overdose - a condition where the body is unable to metabolize substances, causing a severe state of intoxication - varies from one individual to another. Death can occur after consuming 0.2 to 1.5 gram of pure drug. This risk is greater if there is direct injection into the blood.

 
Related Diseases
- Alcoholism

- Allergies

- Heart Attack

- Arrhythmia

- Dementia

- Depression

- Pour

- Dehydration

- Generalized Anxiety Disorder

- Alcoholic liver disease

- Lung diseases

- Lung cancer

- Cirrhosis

- Stress and Anxiety

- Renal

- Hypertension

- Pulmonary hypertension

- Pancreatitis

- Psychosis

- Allergic Reactions

- Attention deficit disorder with hyperactivity

- Coronary artery disease

- Bipolar disorder

- Obsessive-Compulsive Disorder-

- Personality Disorder

- Sleep disorders