Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quarta-feira, 27 de abril de 2011

ANS estabelece prazo para Samcil vender carteira

por Saúde Business Web

27/04/2011

Se até sexta-feira a carteira não tiver sido negociada, a Agência convocará operadoras interessadas nos beneficiários da operadora

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou prazo até a próxima sexta-feira (29) para que a Samcil negocie sua carteira de beneficiários. Desde janeiro deste ano, a Samcil está em regime especial de Direção Fiscal, sendo acompanhada por um profissional nomeado pela ANS em razão de graves problemas econômico-financeiros.

No último mês, a operadora fechou a porta do hospital Panamericano, o principal do grupo, localizado em São Paulo. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, estima-se que cerca de 90% da rede credenciada tenha cancelado o atendimento por falta de pagamento.

A diretoria colegiada da ANS determinou a alienação da totalidade da carteira de beneficiários da Samcil, dando prazo de cinco dias. Se ao final desse período a carteira não tiver sido negociada, a ANS fará uma oferta pública, convocando operadoras interessadas em ofertar propostas de novos contratos aos beneficiários da Samcil.

De acordo com comunicado da ANS, para adquirir a carteira da Samcil, a operadora deverá:

  • possuir situação econômico-financeira saudável

  • manter integralmente as condições dos contratos sem quaisquer restrições de direitos ou prejuízos aos beneficiários

Os beneficiários devem manter o pagamento de seus boletos para que garantam o direito à migração para uma nova operadora. A ANS também poderá instituir a portabilidade especial de carências para todos os beneficiários da Samcil no caso de não aparecerem empresas interessadas em adquirir a carteira. A medida visa manter a assistência e garantir o atendimento aos beneficiários.

Atualmente, a Samcil tem 193.641 beneficiários fortemente concentrados no Estado de São Paulo.

Farmacêuticos Hospitalares - Palestra gratuita da PFIZER

Nesta próxima quinta-feira teremos o Webmeeting do Programa “Quinta na Micro”, uma edição exclusiva à Farmacêuticos Hospitalares:

Data: 28/04/11 às 21h00
Tema: Qualidade da terapia endovenosa - A importância dos particulados

Reforço que a divulgação deste evento por vocês é muito importante! Portanto, ainda dá tempo de divulgar! Vamos aproveitar esta semana e convidar quem ainda não convidamos para que participem conosco!

O acesso é pelo site: http://www.quintanamicro.com.br/
O cadastro é simples, informando e-mail e senha.

Veja abaixo os palestrantes:

Palestrante: Dr. Amaury Mielle Filho
- Formação : Pontifícia Universidade Católica de Campinas
- Especialista em Infectologia pela Sociedade Brasileira de Infectologia
- Professor responsável pela disciplina de Infectologia da Universidade Regional de Blumenau
- Responsável pelo serviço de Infectologia do Hospital Santa Catarina de Blumenau
- Diretor médico Laboratório de análises genéticas Genolab
Moderadora: Andréia Cordeiro Bolean
- Coordenadora Farmacêutica do Hospital 9 Julho de São Paulo.
- Bacharel em Ciências Farmacêuticas e Bioquímicas - Indústria pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas e Bioquímicas Oswaldo Cruz
- Especialista em Farmacologia Clínica pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e de Pesquisas Hospitalares
- Especialista em Administração Hospitalar pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e de Pesquisas Hospitalares
- MBA em Gestão Empresarial com ênfase em Organização e Sistemas de Saúde pela FGV – Fundação Getúlio Vargas
- 2ª. Secretária SBRAFH São Paulo

Fique a vontade para divulgar aos seus Colegas pois a Palestra é totalmente gratuita.

Manual traz indicadores judiciais sobre medicamentos Manual provides indicators on legal drugs

por Agência Fiocruz | Isabela Schincariol

26/04/2011

Estudo gera indicadores que podem servir de base para que o SUS e o sistema de justiça garanta maior acesso da população

A Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) acaba de disponibilizar o Manual de Indicadores de Avaliação e Monitoramento das Demandas Judiciais de Medicamentos. A publicação é resultado de um projeto que estabeleceu 30 indicadores considerados essenciais para se compreender melhor a demanda de medicamentos por meio da Justiça. O trabalho, que teve o Estado do Rio de Janeiro como modelo, gerou indicadores que poderão servir de base para que o SUS e o sistema de justiça possam realizar o monitoramento das ações judiciais e garantir o acesso da população a medicamentos de qualidade e com segurança. O manual está disponível para download na Biblioteca Multimídia da Ensp.

Após a última etapa do projeto seguiu-se um consenso de especialistas, no qual foram validados e selecionados indicadores essenciais para se compreender melhor a demanda judicial de medicamentos

O objetivo principal não é apenas identificar as dificuldades, mas também criar condições para ação de gestores e profissionais da saúde e do direito, favorecendo a formulação de estratégias, instrumentos e mecanismos para a melhoria da assistência farmacêutica e para a redução da intensidade das ações judiciais. A proposta de metodologia de avaliação e monitoramento das demandas judiciais individuais de medicamentos no Brasil foi desenvolvida no âmbito do projeto Judicialização e saúde pública: proposta de análise e monitoramento das demandas judiciais individuais para o acesso a medicamentos, financiado pelo CNPq.

Segundo Miriam Ventura, coordenadora-adjunta do projeto, uma das diretrizes do Conselho Nacional de Justiça é monitorar as demandas judiciais de saúde com um grupo de trabalho específico, tendo por finalidade pensar ações de gestão para a melhoria da resposta do judiciário às demandas desta natureza. "As demandas de medicamentos têm sido identificadas como algumas das mais intensas", apontou ela.

Para desenvolver o manual, o grupo de trabalho identificou, inicialmente, 40 indicadores, que foram apresentados e discutidos com especialistas de diversas áreas e diferentes campos de atuação. "Na última etapa do projeto, após a realização de um seminário na Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj), seguiu-se um consenso de especialistas, reunindo gestores e pesquisadores de variadas instituições e regiões do país, no qual foram validados e selecionados indicadores considerados essenciais para se compreender melhor a demanda judicial de medicamentos. O trabalho, que teve o Estado do Rio de Janeiro como modelo, gerou indicadores que poderão servir de base para que o SUS e o sistema de justiça possam realizar o monitoramento das ações judiciais e garantir o acesso da população a medicamentos de qualidade e com segurança", esclareceu Vera.

Segundo ela, "apesar de o projeto desenvolvido ter como foco este tipo de demanda, os indicadores formulados podem ser aplicados a outras demandas, com pequenas adequações, que já estão sendo desenvolvidas pelo grupo. Nesse sentido, no desenvolvimento do projeto de indicadores de monitoramento, foram analisadas as bases de dados do Tribunal de Justiça e da Secretaria de Saúde e Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro com o objetivo de identificar possíveis indicadores de avaliação e monitoramento das demandas judiciais de medicamentos".

Para o desenvolvimento do material foi realizada também uma extensa análise da literatura existente da área para identificar os estudos já realizados no país. "A revisão desses trabalhos constatou que é muito difícil fazer uma análise comparativa dos estudos brasileiros sobre o tema da judicialização da saúde, pois as variáveis analisadas e perspectivas adotadas são muito diversas", explicou a farmacêutica Cláudia Osório, pesquisadora do Núcleo de Assistência Farmacêutica da Ensp.

O projeto concluiu que o processo de judicialização pode ser analisado e monitorado adotando-se 30 indicadores, divididos em 4 dimensões diferenciadas: indicadores relacionados às características sociodemográficas do autor da ação judicial, que analisam as características da população em relação aos aspectos sociais e demográficos; indicadores relacionados às características político-administrativas das ações judiciais, voltados para os aspectos relacionados às competências executivas, administrativas e econômicas da administração pública; indicadores relacionados às características processuais das ações judiciais, abordando os aspectos que se encontram em conformidade com as leis locais e nacionais; e indicadores relacionados às características médico-sanitárias das ações judiciais, trazendo as características das ações e os aspectos relativos ao corpo de conhecimentos das ciências da saúde.

Vera Pepe lembrou que, desde 2007, o grupo de pesquisa trabalha em diversos projetos relacionados à judicialização do acesso aos medicamentos no Brasil, sobretudo no Rio de Janeiro. Neles, está incluída a participação de alunos de pós-graduação da Ensp, resultando em monografias, dissertações de mestrado, artigos publicados em periódicos científicos e ampla parceria com instituições gestoras, como a Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro, e instituições de pesquisa e ensino do campo da saúde e do direito, como a Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro.

Faça o download do manual:
http://www4.ensp.fiocruz.br/biblioteca/home/exibedetalhesBiblioteca.cfm?ID=12102&tipo=B


Study provides indicators that can serve as a basis for the SUS and the justice system will provide greater access of the population

The National School of Public Health (ENSP / Fiocruz) has just released the Manual of Indicators for Monitoring and Evaluation of Legal Proceedings Medicines. The publication is the result of a project that established 30 indicators considered essential to better understand the demand for drugs through Justice. The work, which had the state of Rio de Janeiro as a model, generated indicators that could form the basis for the SUS and the justice system may perform the monitoring of lawsuits and ensure people's access to quality medicines and safely. The manual is available for download in the Multimedia Library ENSP.

After the last stage of the project was followed by a consensus of experts, which were validated and selected indicators to better understand the lawsuit drug

The main objective is not only identifying the problems but also create conditions for the action of managers and health professionals and law, encouraging the formulation of strategies, tools and mechanisms for the improvement of pharmaceutical care and to reduce the intensity of lawsuits . The proposed assessment methodology and monitoring of individual lawsuits medication in Brazil has been developed under the project Legalization and public health: proposal for analysis and monitoring of individual lawsuits for access to drugs, funded by CNPq.

According to Miriam Ventura, Deputy Coordinator of the project, one of the guidelines of the National Council of Justice is to monitor the health of litigation with a specific working group, which aims to consider management actions to improve the judiciary's response to the demands of this nature . "The demands of drugs have been identified as some of the most intense," she noted.

To develop the manual, the working group identified initially, 40 indicators, which were presented and discussed with experts from diverse backgrounds and different fields. "In the last stage of the project after conducting a seminar at the School of Judges of the State of Rio de Janeiro (Emerge), followed by a consensus of experts, bringing together managers and researchers from various institutions and regions of the country in which they were validated and selected indicators considered essential to better understand the lawsuit medication. The work, which had the state of Rio de Janeiro as a model, generated indicators that could form the basis for the SUS and the justice system may perform the monitoring of lawsuits and ensure people's access to quality medicines and safely, "explained Vera.

She said "although the project be focused on developing this type of demand, the indicators formulated can be applied to other demands, with minor adjustments, which are already being developed by the group. In this sense, the development of project monitoring indicators , analyzed the databases of the Court and the Department of Health and Civil Defense of the State of Rio de Janeiro with the aim of identifying possible indicators for evaluation and monitoring of drug lawsuits. "

To develop the material was also carried out an extensive literature study area to identify the studies developed in country. "The review of these studies found that it is very difficult to make a comparative analysis of Brazilian studies on the topic of legalization of health because the variables and perspectives adopted are very diverse," said the pharmacist Claudia Osorio, a researcher at the Center for Pharmaceutical Care ENSP.

The project concluded that the process of prosecution can be analyzed and monitored by adopting 30 indicators, divided into four separate dimensions: indicators related to sociodemographic characteristics of the author of the lawsuit, which analyze the characteristics of the population in relation to social and demographic; indicators related to characteristics of political-administrative lawsuits facing the aspects related to executive powers, administrative and economic government; indicators related to process characteristics of the lawsuits, dealing with aspects that are in accordance with local and national , and indicators related to characteristics of the medical-health lawsuits, bringing the actions and characteristics of those aspects of the body of knowledge of health sciences.

Vera Pepe recalled that since 2007 the research group works on several projects related to the legalization of access to medicines in Brazil, especially Rio de Janeiro. Them is included the participation of students graduate from ENSP, resulting in monographs, dissertations, articles published in scientific journals and extensive partnership with management institutions such as the State Department of Health and Civil Defense of Rio de Janeiro, and research institutions and education in the health and law, as the School of Judges of the State of Rio de Janeiro.

Samaritano inaugura novo prédio hospitalar

por Cínthya Dávila

26/04/2011

Empreendimento de R$ 180 milhões possui 19 andares, um heliponto e ocupa área de 60 mil m²

Nesta terça-feira, (26), o Hospital Samaritano de São Paulo inaugurou um novo prédio. O empreendimento integra o Complexo Hospitalar do Samaritano, localizado em Higienópolis, São Paulo. O projeto recebeu R$ 180 milhões em projetos, equipamentos e instalações, sendo que R$ 63 milhões foram financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Com uma construção inspirada no estilo arquitetônico contemporâneo, a obra possui 19 andares, um heliponto e ocupa uma área de 60 mil m². Além disso, a expansão possibilitou um crescimento no número de leitos de internação e da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de todo o complexo, resultando em um montante de 313 leitos. Esse valor representa um aumento de 50% da capacidade disponível para internação.

O evento contou com a presença do corpo diretivo do hospital e autoridades ligadas ao setor da Saúde, tanto público quanto privado. "Com este projeto conseguimos aliar o conceito de modernidade ao humanismo do hospital", disse o Superintendente Corporativo do Hospital Samaritano, José Antonio de Lima.

Dentre os serviços disponíveis pode-se destacar a seção de Medicina Diagnóstica que passou a contar com Mamógrafo Digital, Ressonância Magnética 3.0 Tesla e a tecnologia PET/CT. Para a instituição, os novos recursos possibilitarão melhorias na resolubilidade dos exames e menor exposição dos pacientes.

O novo empreendimento conta também com um centro de medicina diagnóstica voltado para o público feminino. O superintendente comercial Júlio Oscar Mozes explica que o Hospital Samaritano possui uma parceria com o Projeto AMA - Atendimento Multi Assistencial - e tem como uma das metas trabalhar com as mulheres que fazem parte desta iniciativa realizando trabalhos de prevenção ao câncer.

Além disso, a instituição possui 10 salas cirúrgicas para a realização de procedimentos de alta complexidade, um auditório para conferências e novos espaços de gastronomia e nutrição para pacientes e acompanhantes. O investimento possibilitou a contratação de 400 novos colaboradores de diversas áreas

A primeira etapa do planejamento de ocupação do prédio terá inicio em maio, as demais áreas poderão ser ocupadas até setembro deste ano. No entanto, as expectativas do hospital estão direcionadas para o ano de 2012. "Nossa meta é realizar 2 milhões de exames por ano e atender mais de 400 clientes por dia", explica Lima.

Segundo o superintendente corporativo, o ano de 2012 também será utilizado para a implantação do projeto Retrofit, que tem como objetivo aplicar o mesmo padrão do novo prédio aos já existentes, além de ampliação de algumas áreas, como os prontos-socorros. Ele explica que a direção está definindo a alocação dos espaços e dimensionando investimentos e prazos.

De acordo com o hospital, a expansão foi elaborada levando-se em consideração conceitos de sustentabilidade. Um exemplo é evidenciado na infra-estrutura do novo prédio, que possui áreas feitas de vidro onde é possível aproveitar a luz solar. "Nosso objetivo é nos adequarmos ao Selo ISO 14001 ainda este ano e ao Selo Procel no ano de 2012", ressaltou Lima.

Outro aspecto enfatizado pelos gestores da entidade refere-se ao sistema informatizado. A instituição estima que entre agosto e setembro não haverá mais prontuários impressos. O papel será totalmente abolido dos processos administrativos.

Em seu encerramento, Lima ressaltou o amor pela profissão na realização do empreendimento. "Nossa equipe é formada por apaixonados e colocar em prática este projeto é coroar o esforço de toda uma comunidade que deseja construir um hospital de melhor qualidade todos os dias".

Haddad garante que empresa de gestão dos hospitais universitários será totalmente pública Haddad ensures that company management will be fully public university hospitals

Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O ministro da Educação, Fernando Haddad, defendeu hoje (26) a criação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) e disse que a empresa será “100% pública”. Segundo ele, todos os leitos dos hospitais universitários, que serão geridos pela nova empresa, deverão atender ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Medida Provisória (MP) que cria a estatal está sendo discutida na Câmara dos Deputados e pode trancar a pauta de votações nos próximos dias. Haddad sugeriu que o texto seja aprimorado nas discussões para que não haja dúvida sobre o modelo de gestão proposto.

Questionada principalmente por entidades sindicais, a nova empresa tem o objetivo de resolver problemas na contratação de trabalhadores para esses hospitais. Hoje, boa parte deles é contratada por meio das fundações de apoio ou por meio de outras modalidades de terceirização consideradas ilegais pelos órgãos de controle, que deram prazo, até o fim de 2010, para que a situação fosse regularizada.

Hoje, em audiência pública na Comissão de Seguridade Social, foi apresentado o modelo de gestão do Hospital das Clínicas de Porto Alegre (HCPA), que é administrado por uma empresa pública e serve à formação dos alunos de medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O formato é considerado modelo pelo MEC.

O HCPA, entretanto, atende pacientes por convênio e consultas particulares, o que representa 11% do total de atendimentos. Haddad ressaltou que o texto do relatório da MP deve deixar mais claro o caráter público da Ebserh. Alguns parlamentares defenderam que o problema dos hospitais universitários não é de modelo de gestão, mas de financiamento.

“Podemos nos apropriar do que tem de melhor nas experiências que estão à nossa disposição. O que quis deixar claro é que temos um grau de satisfação importante dos usuários, estudantes e funcionários públicos [no HPCA]. E, ao contrário do prejuízo acadêmico, nós temos vantagens acadêmicas expressas em indicadores objetivos”, defendeu o ministro.

O temor das entidades sindicais é que esse modelo promova uma “privatização” dos hospitais públicos. Atualmente, a força de trabalho dos hospitais universitários é de cerca de 70 mil profissionais. Destes, 53,5 mil são servidores do quadro efetivo e 26,5 mil são recrutados por intermédio das fundações.

Para prestar os serviços, a Ebserh firmará contratos – aprovados pelos ministros da Educação e do Planejamento, Orçamento e Gestão – com as instituições de ensino. Esses contratos estabelecerão metas de desempenho, indicadores e prazos de execução a serem observados pelas partes, além de uma sistemática de acompanhamento e avaliação dos resultados.

O relator da MP, deputado Danilo Forte (PMDB-CE), disse que apresentará uma proposta de relatório na próxima semana para que o projeto vá a plenário na primeira ou segunda semana de maio.


Brasilia - The Minister of Education, Fernando Haddad, today defended (26) the creation of the Brazilian Hospital Services (Ebserh) and said the company is "100% public." He said all the beds in university hospitals, which will be managed by the new employer shall comply with the Unified Health System (SUS).

Provisional Measure (MP) who creates the State is being discussed in the House of Representatives and can stall a vote within days. Haddad suggested that the text be improved in the discussions that there be no doubt about the management model.

Questioned mainly by labor unions, the new company aims to solve problems in hiring workers for these hospitals. Today, much of it is contracted through the support foundations or through other forms of outsourcing deemed illegal by the control organs, which were run until the end of 2010, that the situation be remedied.

Today, at a public hearing on the Commission on Social Security, was presented the model of management of the Hospital das Clinicas de Porto Alegre (HCPA), which is administered by a public company and serves the training of medical students at the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS). The format is considered by the MEC model.

The HCPA, however, sees patients for private consultations and agreement, which represents 11% of the total. Haddad pointed out that the text of the report of MP should make it clear the public character of Ebserh. Some lawmakers argued that the problem of teaching hospitals is not a model of management, but funding.

"We can reclaim what is best about the experiences that are at our disposal. What did make clear is that we have an important degree of satisfaction of users, students and civil servants in [HPCA]. And, unlike the academic prejudice, we have academic benefits expressed in objective indicators, "the minister said.

The fear of the unions is that this model promotes a "privatization" of public hospitals. Currently, the workforce of the university hospitals is about 70 thousand professionals. Of these, 53,500 are servers headcount and 26 500 are recruited through their foundations.

To provide services, will sign contracts Ebserh - approved by the Ministers of Education and Planning, Budget and Management - with educational institutions. These contracts will establish performance goals, indicators and implementation deadlines to be observed by the parties, in addition to a systematic monitoring and evaluation of results.

The rapporteur of the MP, Mr Danilo Forte (PMDB-CE), said it would submit a draft report next week to the project goes to plenary on the first or second week of May.

MP dos Hospitais Universitários gera debate sobre privatização na saúde University Hospitals MP sparks debate on privatization in health

Paula Laboissière
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A dicussão, na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, sobre a Medida Provisória 520, que cria a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), gerou debates sobre a privatização na saúde pública.

Pelo texto da MP, assinada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no último dia de mandato, o objetivo é apoiar a prestação de serviços médico-hospitalares, laboratoriais e de ensino e pesquisa nos hospitais universitários federais.

O diretor dos hospitais universitários do Ministério da Educação, José Rubens Rebelatto, alegou que, com a criação da Ebserh, os hospitais universitários vão passar a atender exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e que, portanto, não haverá privatização.

“O capital total será da União e os recursos públicos serão gerenciados por instituição pública”, disse, durante audiência pública na comissão. Ele destacou que é preciso regularizar a situação de cerca de 28 mil profissionais de saúde terceirizados, distribuídos atualmente nos 46 hospitais universitários do país.

Já o coordenador-geral da Federação de Sindicatos de Trabalhadores em Educação das Universidades Brasileiras (Fasubra), Paulo Henrique dos Santos, lembrou que o próprio texto prevê uma subsidiária para a Ebserh e, portanto, uma abertura para o que chamou de “interesses privatistas”.

“A educação não tem como ser tratada como mercadoria. O hospital universitário não pode atender à lógica de mercado”, disse Santos. A MP institui o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) na contratação de pessoal, que será selecionado por meio de concurso público.

O representante da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Gervásio Foganholli, expressou preocupação diante da possibilidade de criação da Ebserh. Ele avaliou que há um discurso “até convincente” de melhorar a qualidade do ensino e do atendimento de pacientes. “Mas temos alguns exemplos de que isso não tem dado certo”, afirmou.

Outro problema apontado pelos participantes da audiência pública foi a perda de autonomia por parte das universidades, uma vez que quem vai passar a defender as prioridades na contratação de profissionais de saúde será a empresa.

Para o representante do Departamento de Segurança e Saúde do Trabalho do Ministério do Trabalho, Fernando Vasconcelos, a MP precisa ser mais debatida e ir além dos interesses dos servidores e dos trabalhadores de saúde.

“Temos que saber se a proposta permitirá avanços na qualidade da gestão, na perspectiva de modernizar. E não apenas se trata de uma modalidade pública ou privada”, disse.


Brasília - dicussão in the Committee on Labor, Public Service and Administration of the House of Representatives, on the Provisional Measure 520, which creates the Brazilian Hospital Services (Ebserh), has generated debate on privatization in public health.

For the text of the PM, signed by former President Luiz Inacio Lula da Silva on the last day in office, the goal is to support the provision of medical, laboratory and teaching and research hospitals in the federal university.

The director of the university hospitals of the Ministry of Education, José Rubens Rebelatto, claimed that with the creation of Ebserh, University Hospitals will now cater exclusively by the Unified Health System (SUS) and that therefore there will be no privatization.

"The total capital will be the EU and public resources will be managed by a public institution," he said during a public hearing in committee. He noted that it is necessary to regularize the situation of about 28 000 health professionals outsourced, currently distributed in 46 university hospitals in the country.

Already the general coordinator of the Federation of Unions of Workers in Education of Brazilian Universities (Fasubra), Paulo Henrique dos Santos recalled that the text provides for a subsidiary Ebserh and therefore an openness to what he called "private interests ".

"Education is not be treated as a commodity. The university hospital can not meet the logic of the market, "said Santos. The PM establishes the regime of the Consolidation of Labour Laws (CLT) in hiring staff who will be selected through public tender.

The representative of the Central Unica dos Trabalhadores (CUT), Gervasio Foganholli, expressed concern over the possibility of creating Ebserh. He assessed that there is a speech "by convincing" to improve the quality of teaching and patient care. "But we have some examples that this has not proved successful," he said.

Another problem cited by participants in a public hearing was the loss of autonomy of the universities, since who is going to defend the priorities in the recruitment of health professionals will be the company.

For the representative of the Department of Safety and Occupational Health Ministry of Labour, Fernando Vasconcelos, MP needs to be further debated and go beyond the interests of the servers and worker health.

"We have to know whether the proposal will advance the quality of management, with a view to modernize. And not only it is a public or private mode, "he said.

Pesquisadores brasileiros usam feijão-de-corda para combater câncer de mama Brazilian researchers use string bean to fight breast cancer

Mólecula encontrada no grão mata as células cancerígenas sem agredir as sadias


Pesquisadores da UnB (Universidade de Brasília) descobriram no popular feijão-de-corda uma nova alternativa para o tratamento de câncer de mama. De acordo com um estudo realizado no Instituto de Ciências Biológicas da universidade, uma molécula chamada BTCI, que é encontrada no grão, mata as células cancerígenas sem agredir as células sadias. As informações são da UnB Agência.

De acordo com a professora Sônia de Freitas, que coordenou o estudo, a BTCI é de uma classe de substâncias importantes em diversos eventos celulares, como resposta na infecção por bactérias e fungos e na coagulação.

Sônia explica que essa molécula do feijão-de-corda fragmenta o DNA das células doentes. Isso altera a integridade da membrana e do núcleo e cria estruturas que digerem o conteúdo das células.

Ainda de acordo com os estudos, a BTCI inibe a atividade de três enzimas - tripsina, caspase e a quimotripsina-like do proteassoma, um complexo de proteína que está relacionado à regulação do ciclo celular.

- O proteassoma é peça fundamental na divisão de células cancerígenas.

De acordo com os pesquisadores, a descoberta pode garantir um tratamento com menos efeitos colaterais do que os adotados atualmente, como a radioterapia e a quimioterapia – esses dois tratamentos podem causar a morte de células sadias. O câncer de mama atinge 49 mulheres em cada 100 mil no Brasil, segundo dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer).

A descoberta foi feita na dissertação da aluna Graziella Joanitti, que realizou testes em laboratório. Além de Sônia, a pesquisa também foi conduzida pelo professor Ricardo de Azevedo, do Departamento de Morfologia. Sônia estima que serão necessários mais quatro anos para realizar estudos em humanos.


Molecule found in the grain kills cancer cells without harming the healthy
Researchers at UNB (University of Brasilia) found in the popular bean-to-string a new alternative for the treatment of breast cancer. According to a study conducted at the Institute of Biological Sciences University, a molecule called BTCI, which is found in beans, kills cancer cells without harming healthy cells. Information is the agency UNB.

According to Professor Sonia de Freitas, who led the study, BTCI is a class of substances in several important cellular events in response to infection by bacteria and fungi and coagulation.

Sonia explains that this molecule string bean fragments the DNA of diseased cells. This alters the integrity of the membrane and the nucleus and creates structures that digest the cell contents.

Yet according to studies, BTCI inhibits the activity of three enzymes - trypsin, chymotrypsin and caspase-like proteasome, a protein complex that is related to cell cycle regulation.

- The proteasome is a key part in the division of cancer cells.

According to the researchers, the discovery may provide a treatment with fewer side effects than the currently adopted, such as radiation and chemotherapy - these two treatments can cause the death of healthy cells. Breast cancer strikes 49 women in every 100 000 in Brazil, according to data from INCA (National Cancer Institute).

The discovery was made ​​in the student's dissertation Joanitti Graziella, who performed laboratory tests. Apart from Sonia, the survey was conducted by Professor Ricardo de Azevedo, Department of Morphology. Sonia estimates it will take another four years to conduct studies in humans.

http://noticias.r7.com/saude/noticias/pesquisadores-brasileiros-usam-feijao-de-corda-para-combater-cancer-de-mama-20110427.html

Grávida que fuma faz bebê receber menos nutrientes Pregnant smoking makes baby receive less nutrients

Cigarro prejudica formação do feto e desenvolvimento da criança

Menor quantidade de oxigênio e nutrientes, problemas de formação e dificuldades de aprendizagem são algumas complicações que os bebês enfrentam quando suas mães fumam durante a gravidez. No último domingo (24), a atriz Danielle Winits, que está com quase nove meses de gestação, foi flagrada fumando na companhia do ex-marido, Jonatas Faro. De acordo com especialistas consultados pelo R7, o cigarro nessa fase pode causar problemas para o resto da vida do bebê.

Segundo o obstetra Alberto d’Auria, do Hospital e Maternidade Santa Joana, em cada tragada são inaladas 4.600 substâncias tóxicas, incluindo o monóxido de carbono. Esse composto, que também é liberado pelo escapamento dos carros, destrói os glóbulos vermelhos, o que prejudica o transporte de oxigênio da mãe para o bebê.

Outras substâncias, como o alcatrão e a nicotina, são responsáveis por diminuir a quantidade de nutrientes que o feto recebe. Isso pode fazer com que o bebê nasça abaixo do peso considerado normal.

Para o obstetra Eduardo Cordioli, presidente da Comissão Nacional de Urgências Obstétricas da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), quanto maior a quantidade de cigarros fumados pela mãe e menor o tempo de gravidez, pior será para o bebê.

- Esse bebê pode ter problemas para o resto da vida. O cigarro aumenta as chances de ele ter obesidade, diabetes, hipertensão e dificuldades de aprendizagem.

Trimestre a trimestre

De acordo com D’Auria, o hábito de fumar nos primeiros três meses de gravidez compromete a formação do bebê e pode levar a abortamentos.

Já o vício no segundo trimestre da gestação leva a outros problemas de formação, como fenda palatina (abertura no céu da boca) e lábio leporino.

No terceiro trimestre, o principal problema é de insuficiência placentária. O feto reduz o ganho de peso, prejudicando a formação cerebral. Isso pode levar a dificuldades de aprendizado no futuro.

Diante desses riscos, d’Auria diz que é importante a mãe abandonar o tabaco assim que descobrir que está grávida.

- Largando o cigarro [no início da gravidez], há grandes chances de o bebê não ter nenhum prejuízo. Há tempo para isso.

Procurada, Dani Winits não quis responder às perguntas do R7.


Cigarette affect formation of the fetus and child development

Decreased amount of oxygen and nutrients, training problems and learning disabilities are some complications that babies go when their mothers smoke during pregnancy. Last Sunday (24), actress Danielle Winits, which is nearly nine months pregnant, was caught smoking in the company's ex-husband, Jonathan Faro. According to experts consulted by R7, a cigarette that stage can cause problems for the rest of baby's life.

According to the obstetrician Alberto D'Auria, the Santa Joana Hospital and Maternity, in 4600 each puff inhaled toxic substances including carbon monoxide. This compound, which is also released by the exhaust of cars, destroys red blood cells, which impairs the transport of oxygen from mother to baby.

Other substances such as tar and nicotine, are responsible for decreasing the amount of nutrients the fetus receives. This can cause the baby is born below normal weight.

For the obstetrician Eduardo Cordioli, chairman of the National Emergency Obstetric Febrasgo (Brazilian Federation of Gynecology and Obstetrics), the greater the amount of cigarettes smoked by the mother and the shorter the duration of pregnancy, the worse for the baby.

- This baby can have problems for the rest of life. Cigarette smoking increases the chances he had obesity, diabetes, hypertension and learning difficulties.

Quarter to quarter

According to D'Auria, the smoking habit in the first three months of pregnancy jeopardize the formation of the baby and can lead to miscarriages.

Since the defect in the second trimester of pregnancy leads to other problems of training such as cleft palate (opening in the palate) and cleft lip.

In the third quarter, the main problem is placental insufficiency. The fetus reduces weight gain, hindering the formation of the brain. This can lead to learning difficulties in the future.

Given these risks, D'Auria says it's important the mother to quit smoking as soon discovers she is pregnant.

- Dropping the cigarette [in early pregnancy], chances of the baby have no prejudice. There is time.

When contacted, Dani Winits refused to answer questions from R7.

Recursos do programa Saúde da Família estão suspensos em 345 municípios

Ministério da Saúde diz que não haverá prejuízo ao programa

O repasse de recursos para o programa Saúde da Família de 345 municípios foi suspenso pelo Ministério da Saúde. O órgão identificou irregularidades no cadastramento de profissionais no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde feito pelas secretarias municipais de Saúde.

A suspensão das parcelas não causará prejuízo ao programa e permanecerá até que os municípios comprovem no Ministério da Saúde que as irregularidades foram corrigidas.

A suspensão do repasse foi publicada na edição de segunda-feira (25) do Diário Oficial da União. Os municípios citados na portaria vão deixar de receber somente a parcela do incentivo correspondente às equipes que apresentaram irregularidades no cadastramento dos profissionais.

Atualmente, existem 31.974 equipes do Saúde da Família prestando atendimento em todo o país.

Veja como prevenir a pressão alta See how to prevent high blood pressure

Pesquisa indica que mais de 23% dos brasileiros sofrem com a doença


A hipertensão (pressão alta) pode ser causada por problemas genéticos, mas também aparece por outros motivos, como a obesidade e a falta de exercícios físicos. Descobrir o problema antes de qualquer sintoma pode ser simples: como não é possível diagnosticar o problema em um exame de sangue, por exemplo, medir a pressão regularmente é a melhor prevenção.

Quando não tratada, a hipertensão provoca complicações à saúde, como entupimento de artérias, acidente vascular cerebral (AVC), infarto e outras doenças cardiovasculares. Uma pesquisa divulgada nesta terça-feira (26) pelo Ministério da Saúde indica que o índice de brasileiros diagnosticados com a doença aumentou de 21,6%, em 2006, para 23,3%, em 2010.

De acordo com a pesquisa, o diagnóstico de hipertensão é maior em mulheres (25,5%) do que em homens (20,7%). Mas isso não significa necessariamente que elas sofram mais de pressão alta. O governo diz que hoje as pessoas têm mais acesso ao diagnóstico da doença, o que faz com que uma parcela maior da população descubra que tem o problema. E as mulheres procuram mais o diagnóstico na atenção básica, daí uma prevalência mais significativa entre elas.



Research indicates that over 23% of Americans suffer with the disease

Hypertension (high blood pressure) may be caused by genetic problems, but also appears on other grounds, such as obesity and lack of exercise. Discover the problem before any symptoms can be simple: as you can not diagnose the problem on a blood test, for example, measuring the pressure regularly is the best prevention.

When left untreated, hypertension causes health complications, such as clogged arteries, stroke (CVA), stroke and other cardiovascular diseases. A survey released on Tuesday (26) by the Ministry of Health indicates that the index of Brazilians diagnosed with the disease increased from 21.6% in 2006 to 23.3% in 2010.

According to research, diagnosis of hypertension is higher in women (25.5%) than men (20.7%). But that does not necessarily mean that they suffer more from high blood pressure. The government says more people now have access to diagnosis of the disease, which causes a larger portion of the population find that has the problem. And more women seek diagnosis in primary care, hence a more significant prevalence among them.


Hospital de Brasília suspende cirurgias eletivas Hospital of Brasilia suspending elective surgery

MARCELA GONSALVES - Agência Estado
A direção do Hospital Universitário (HU) de Brasília suspendeu hoje as cirurgias eletivas, ou seja, previamente agendadas. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, a paralisação é temporária, e foi causada pelo desabastecimento de materiais cirúrgicos por falta de pagamento aos fornecedores.


Em reunião realizada ontem na vice-reitoria da Universidade de Brasília, foi liberado R$ 1,5 milhão para efetuar os pagamentos. A dívida com os fornecedores acumula-se há mais de uma década e soma atualmente R$ 7,6 milhões. No final de 2010 esse montante era de cerca de R$ 4,7 milhões.

O HU de Brasília tem faturamento mensal de mais de R$ 2,6 milhões, verba repassada pela Secretaria de Saúde. Do total, 93% são utilizados para o pagamento de funcionários e 7% são destinados para compra de material médico-hospitalar, manutenção predial e de equipamentos. No ano passado, a média de cirurgias registrada foi de 420 por mês.


MARCELA GONSALVES - State Agency
The direction of the University Hospital (UH) in Brasilia today suspended elective surgery, or by appointment. According to a spokesperson for the hospital, the paralysis is temporary and was caused by the shortage of surgical supplies for non-payment to suppliers.


At a meeting held yesterday at the vice-rector of the University of Brasilia, was released R $ 1.5 million to make payments. The debt with suppliers accumulates over a decade and now total R $ 7.6 million. At the end of 2010 this amount was about $ 4.7 million.

The HU of Brasilia has monthly revenue of over $ 2.6 million budget passed by the Department of Health Of the total, 93% are used for payment of employees and 7% are allocated for purchase of medical, hospital, maintenance building and equipment. Last year, the average recorded was 420 surgeries per month.

BA registra mais uma morte causada por meningite BA reports one more death from meningitis

SOLANGE SPIGLIATTI - Agência Estado
A Secretaria de Saúde de Juazeiro, na Bahia, confirmou uma morte causada por meningite na cidade este ano. Juliane Heloíse Campos Carvalho, de 14 anos, morreu no último dia 17, um dia depois de ser atendida no Hospital Regional.

Segundo a Secretaria, ela deu entrada no hospital no dia 16, com sintomas de dengue, foi medicada e liberada. No dia seguinte, a jovem voltou ao hospital e morreu. Um exame detectou morte por meningite bacteriana. O laudo para detectar qual o tipo da doença deve sair na próxima semana.

Um rapaz permanece internado com meningite viral no Hospital Regional. Segundo a Secretaria da Saúde da Bahia, este ano, 14 pessoas morreram por causa de meningite no Estado.


SOLANGE SPIGLIATTI - State Agency
The Health Department of Juazeiro, Bahia, confirmed one death from meningitis in the city this year. Juliane Heloisa Carvalho Campos, 14, died in the last 17 ​​days, one day after being treated at the Regional Hospital.

According to the Department, she was admitted to hospital on day 16 with symptoms of dengue, was treated and released. The next day, she returned to hospital and died. An examination found death from bacterial meningitis. The award to detect which type of disease due out next week.

A boy remains hospitalized with viral meningitis at the Regional Hospital. According to the Health Department of Bahia, this year, 14 people died of meningitis in the state.

Vamos operar um joelho (de brincadeirinha)? We will operate a knee (the joke)?

Você tem vontade de ser médico? Já sonhou em saber como são feitos os transplantes de células-tronco? Para quem gosta de se divertir aprendendo ou apenas tem curiosidade sobre esses temas, a organização sem fins lucrativos Edheads pode ajudar. Eles desenvolvem e disponibilizam na internet uma série de games com temas nada convencionais. Neles é possível simular uma operação de joelho e de cérebro, um transplante de células-tronco, desenvolver um celular, entre outras atividades.
Segundo a organização, os games online são ferramentas poderosas de aprendizado de temas difíceis de ensinar e foram desenvolvidos para o uso por alunos e professores em sala de aula. Mas, ainda assim, se você gosta dos temas ou de games e não pensa como o Calvin (“Para estragar o prazer, nada como descobrir que foi educativo”, diria), vale conferir.


Do you want to be a doctor? Ever dreamed of how they are made ​​transplants of stem cells? For those who like to have fun learning or just curious about these issues, the nonprofit organization Edheads can help. They develop and make available on the Internet a series of games with unconventional themes. It is thereby possible to simulate a knee operation and brain, a stem cell transplant, to develop a cell phone, among other activities.
According to Greenpeace, the online games are powerful tools for learning difficult subjects to teach and have been developed for use by students and teachers in the classroom. But still, if you like the themes or games and does not think like Calvin ("To spoil the fun, nothing like finding that was educational, " say), it is worth checking out.

Suíça destruirá vacinas da gripe AH1N1 avaliadas em 43 milhões de euros Switzerland destroy H1N1 influenza vaccines valued at 43 million euros

Governo comprou o suficiente para vacinar quase toda a população do país duas vezes

EFE
Genebra, 26 abr - A Suíça destruirá no final deste ano 3,4 milhões de doses de vacinas contra o vírus da gripe AH1N1, avaliadas em 56,4 milhões de francos suíços (43 milhões de euros), anunciou nesta terça-feira o Escritório Federal de Saúde Pública.


Por causa do vencimento das vacinas, o procedimento de eliminação custará aos cofres públicos 200 mil francos suíços (153 mil euros) adicionais.

O Governo suíço adquiriu 13 milhões de doses de vacinas de três tipos diferentes, duas produzidas pela Novartis e uma pela GlaxoSmithKline - diante da pandemia de gripe declarada em meados de 2009 pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Como inicialmente não se sabia se a proteção de uma só dose seria suficiente ou seria necessário um reforço, a Suíça comprou unidades equivalentes ao dobro de sua população (7,7 milhões de habitantes).

No entanto, e como ocorreu em grande parte de países europeus que puderam financiar a compra de grandes quantidades destas substâncias, a campanha de imunização na Suíça não obteve o resultado esperado pela reticência da população em vacinar-se.

Isso ocorreu pelo fato da vacina ter sido desenvolvida e produzida em tempo considerado recorde, diante do temor de que a pandemia alcançasse dimensões muito graves, o que não ocorreu.

Atualmente, a substância ativa da vacina contra a gripe AH1N1 está contida na da gripe estacional.


Government purchased enough to vaccinate almost the entire population of the country twice

EFE
Geneva, 26 Apr - Switzerland later this year will destroy 3.4 million doses of vaccines against H1N1 influenza virus, estimated at 56.4 million Swiss francs (43 million), said on Tuesday the Office Federal Public Health.


Because of the maturity of the vaccines, the elimination procedure will cost the public coffers 200 000 Swiss francs (153,000 euros) additional.

The Swiss Government has purchased 13 million doses of vaccines from three different types, two produced by Novartis and GlaxoSmithKline - before the pandemic declared in mid-2009 by the World Health Organization (WHO).

As originally was not known whether the protection of a single dose would be enough or would require a strengthening, Switzerland bought units equivalent to twice its population (7.7 million).

However, as occurred in most European countries which could finance the purchase of large quantities of these substances, the immunization campaign in Switzerland did not get the expected result by the reluctance of people to get vaccinated.

This occurred because the vaccine has been developed and produced in record time which, because of fears that the pandemic reached very serious dimensions, what did not happen.

Currently, the active ingredient of the vaccine against H1N1 influenza is contained in the seasonal flu.

Quantidades razoáveis de pimenta vermelha ajudam a inibir o apetite Reasonable amounts of red pepper help inhibit appetite

Substância responsável pela sensação de ardência da pimenta tem papel de destaque no processo

SÃO PAULO - A pimenta vermelha mostra que pode ser uma boa aliada para quem está de dieta. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Purdue, dos Estados Unidos, ela ajuda a inibir o apetite por comidas consideradas pouco saudáveis, como as gordurosas.

Mas o efeito ocorre apenas entre aqueles que não costumam comer pimenta. Quando o organismo acostuma com ela, o "benefício" deixa de existir.

A substância responsável pela inibição é a capsaicina, que dá a ardência típica das pimentas vermelhas. Outros estudos já mostraram que ela reduz a fome, aumenta o gasto de energia e a queima de calorias.

O estudo da Universidade de Purdue, publicado na revista científica Physiology & Behavior, observou os efeitos da pimenta vermelha em quantidade que é considerável suportável por todas as pessoas. Para testá-la, os pesquisadores selecionaram 25 pessoas que não apresentavam sobrepeso, 13 delas gostavam de comida apimentada e as outras 12 não gostavam. Os grupos ficaram sob observação durante seis semanas.

Em geral, o consumo de pimenta vermelha aumentou a temperatura corporal e a queima de calorias por meio de um processo natural de gasto de energia. Aqueles que não costumavam comer alimentos apimentados apresentaram uma queda na sensação de fome, principalmente em relação às comidas gordurosas, salgadas e doces.

Mesmo com os resultados animadores, os pesquisadores lembram que apenas comer pimenta vermelha não fará a pessoa perder peso. "Esta descoberta deve ser considerada uma peça no quebra-cabeça porque a ideia de que uma pequena mudança irá reverter a epidemia de obesidade simplesmente não é verdade. No entanto, se outras mudanças forem adicionadas, elas serão significativas em termos de gerenciamento do peso. Mudanças na dieta que não requerem grandes esforços, como salpicar pimenta vermelha na sua refeição, podem ser sustentáveis e benéficas no longo prazo, especialmente quando combinadas com exercícios e uma alimentação saudável", explica Richard Mattes, diretor do Centro de Pesquisa do Comportamento Ingestivo de Purdue.

                                                                                                                                                                                  Arquivo AE

Substance responsible for the burning sensation of pepper has an important role in the process

SAO PAULO - The red pepper shows that it can be a good ally for those who are dieting. According to research from Purdue University, United States, it helps to inhibit the appetite for food deemed unhealthy as fat.

But the effect occurs only among those who usually do not eat pepper. When the body gets used to it, the "benefit" ceases to exist.

The substance responsible for inhibition is capsaicin, which gives the burning of typical red peppers. Other studies have shown that it reduces hunger, increases energy expenditure and calorie burning.

The Purdue University study, published in the journal Physiology & Behavior, looked at the effects of red pepper in an amount that is considerably bearable for everyone. To test it, researchers selected 25 people who are not overweight, 13 of them were fond of spicy food and the other 12 did not like. The groups were kept under observation for six weeks.

In general, consumption of red pepper increased body temperature and burning calories through a natural process of energy expenditure. Those who do not usually eat spicy foods showed a decrease in feelings of hunger, especially in relation to fatty foods, salty and sweet.

Even with the encouraging results, the researchers point out that eating hot peppers just will not make the person lose weight. "This discovery should be considered as one piece in the puzzle because the idea that a small change will reverse the obesity epidemic is simply not true. However, if other changes are added, they will be significant in terms of weight management. Dietary changes that do not require great efforts, such as sprinkling red pepper on your meal, can be sustainable and beneficial in the long run, especially when combined with exercise and a healthy diet, "says Richard Mattes, Director of Research Center of ingestive behavior of Purdue.

ANS discute plano de saúde para demitidos ANS discusses health plan fired in Brazil

Agência recebe sugestões para regulamentar lei que garante a extensão da cobertura assistencial

A regulamentação da lei que garante a manutenção da cobertura assistencial de saúde a aposentados e demitidos sem justa causa nas mesmas condições do período de vigência do contrato de trabalho é tema da consulta pública aberta pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O processo, iniciado na terça-feira, segue até o dia 18 de maio.


O objetivo é esclarecer pontos considerados "omissos" ou "controvertidos" em resoluções anteriores e nos artigos que garantem a manutenção do benefício na Lei 9.656/98, que regula os planos e seguros privados de assistência à saúde. Um dos pontos que a resolução estabelece é a portabilidade de carências para os demitidos e aposentados.

"A lei garante o direito de manutenção como beneficiário nas mesmas condições. Não é permanecer no mesmo plano, mas nas mesmas condições assistenciais", explicou a gerente-geral de Estrutura e Operação de Produtos da ANS, Carla Soares.

Pela legislação atual, aposentados e demitidos podem manter o benefício desde que assumam o seu pagamento integral. Os prazos variam de acordo com o tempo de contribuição.

A consulta pública é a última etapa antes da redação final da resolução. Ao fim do processo, as sugestões serão analisadas e, em caso de aprovação dos técnicos, incluídas na minuta da resolução. Em nota, a Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) disse que está analisando o tema.


Agency welcomes suggestions for regulatory law that guarantees the extension of welfare coverage

The rules of law that guarantees the health care coverage to retirees and terminated without just cause under the same conditions the duration of the contract is subject of open public consultation by the National Health Agency (ANS). The lawsuit, filed on Tuesday, ends on May 18.


The aim is to clarify points that were considered "missing"or "issue" in previous resolutions and articles that guarantee the maintenance of benefit in Law 9656/98, which regulates the private insurance plans and health care. One point is that the resolution establishes the portability of needs for those laid off and retired.

"The law guarantees the right to maintenance as a beneficiary under the same conditions. It is not staying in the same plane, but under the same conditions care, " explained general manager of Product Structure and Operation of ANS, Carla Smith.

For current law, retirees and laid off may keep the benefit provided to take your payment in full. Deadlines vary according to the time of contribution.

Public consultation is the last step before the final draft of the resolution. At the end of the process, suggestions will be examined and if approved technicians, included in the draft resolution. In a statement, the National Federation of Health Insurance (Fenasaúde) said it is reviewing the issue.

Imagens e diálogos comprovam farsa de promotora com auxílio de médicos Images, and farcical dialogues show promoter with the help of doctors.

Vídeos em poder do Ministério Público revelam como psiquiatra ajuda Deborah Guerner, presa desde a semana passada, a simular doença mental para atrapalhar as investigações que a envolvem no esquema de corrupção do Distrito Federal

BRASÍLIA - Documentos e imagens obtidos pelo Estado revelam como a promotora de Justiça Deborah Guerner, presa desde a semana passada em Brasília, contou com a colaboração de médicos de São Paulo para simular doença mental e atrapalhar as investigações sobre seu envolvimento com o esquema de corrupção no Distrito Federal, conhecido como "mensalão do DEM".

Gravações de encontros dela com o psiquiatra paulista Luis Altenfelder Silva Filho, captadas pelo circuito interno da casa da promotora e apreendidas com autorização da Justiça, mostram detalhes da armação para que ela fosse considerada doente por peritos judiciais. Deborah foi afastada em dezembro de suas funções no MP do DF. Além das ações na Justiça, ela responde a um processo disciplinar no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que pode aprovar sua demissão do serviço público. Ela ainda recebe salário.

"Posso falar eufórica?", pergunta Deborah durante uma "aula" cujo objetivo era treiná-la para ser reprovada num teste de sanidade mental. "Pode. Muito excitada, eufórica e com o pavio muito curto", responde o médico. "Não tem erro, e qualquer residente de primeiro ano de psiquiatria, ouvindo você, vai falar assim: ‘essa menina é bipolar’", diz o psiquiatra. O marido dela, o empresário Jorge Guerner, que também está preso, acompanhava tudo. As "lições" foram dadas na sala da casa de Deborah em Brasília e ganharam o apelido de "teatro da loucura" nos bastidores da investigação.


Videos held by the prosecutors show as a psychiatrist Deborah Guerner help, trapped since last week, to simulate mental illness to hinder the investigations that involve corruption scheme in the Federal District

BRASILIA - Documents and images obtained by the state show as a promoter of Justice Deborah Guerner, trapped since last week in Brasilia, with the collaboration of doctors from St. Paul to simulate mental illness and hinder the investigation into his involvement in the corruption scheme in the Federal District, known as "monthly allowance of DEM. "

Recordings of her meetings with the psychiatrist Altenfelder Paulo Luis Silva Filho, captured by the internal circuitry of the promoter's house and seized with court authorization, details of the frame to show it to be considered sick by legal experts. Deborah was removed in December from his job in MP in the District. In addition to actions in court, she responds to disciplinary proceedings in the National Council of Public Prosecution (CNMP), which can approve his resignation from public service. She still receives a salary.

"Can I say euphoric, "asks Deborah for a "class" whose goal was to train her to be failed a test of sanity. "Can. Very excited, exhilarated and with very short fuse, " the doctor replies. "No mistake, and any resident of the first year of psychiatry, hearing you, will say: 'That girl is bipolar, '" says the psychiatrist. Her husband, businessman George Guerner, who is also imprisoned, went through it. The "lessons"were given room in the house of Deborah in Brasilia and earned the nickname "theater of madness" behind the scenes of the investigation.


Estudo indica que perder peso é melhor forma de curar ronco Studies indicate that losing weight is best way to cure snoring

ANAHAD O'CONNOR
DO "NEW YORK TIMES"

O ronco crônico pode ser mais do que simplesmente uma chateação barulhenta.

Até três quartos dos roncadores também sofrem de apneia do sono, que causa interrupções na respiração ao longo da noite. A apneia eleva o risco de doenças cardíacas, derrames e hipertensão.

Os que buscam por uma cura são frequentemente aconselhados a dormir de lado, e não de barriga para cima, de forma que a base da língua não se desloque para o fundo da garganta, estreitando as vias aéreas e obstruindo a respiração. Para algumas pessoas, porém, alterar a posição de dormir pode não fazer tanta diferença.
Cientistas afirmam haver dois tipos de roncadores: os que roncam apenas quando dormem de barriga para cima e os que roncam em qualquer posição.

Um estudo que examinou mais de 2.000 pacientes de apneia do sono, conduzido por pesquisadores de Israel, descobriu que 54% eram "posicionais" ou seja, roncavam apenas quando dormiam de costas. O restante era "não-posicional".

Outros estudos mostraram que o peso tem um papel importante. Num amplo estudo publicado em 1997, os pacientes que roncavam ou sofriam de anormalidades de respiração apenas quando dormiam de costas eram geralmente mais magros, enquanto seus equivalentes não-posicionais costumavam ser mais pesados. O grupo com sobrepeso, segundo os autores, demonstrava um sono pior e mais fadiga durante o dia.

Contudo, o estudo também descobriu que estes pacientes viram sua apneia melhorar quando perderam peso. Segundo a Fundação Nacional do Sono nos EUA, para aqueles com sobrepeso, emagrecer geralmente é a melhor forma de curar a apneia do sono e acabar com os roncos de vez.

Concluindo: dormir de lado pode ajudar a diminuir os roncos, mas pessoas com sobrepeso não verão grande diferença se não emagrecerem.


BOTTOM LINE
THE NEW YORK TIMES

The chronic snoring can be more than just a nuisance noisy.

Up to three quarters of snorers also suffer from sleep apnea, which causes interruptions in breathing during the night. The apnea increases risk of heart disease, stroke and hypertension.

Those who search for a cure are often advised to sleep on your side, not belly up, so that the base of the tongue does not move to the back of the throat, narrowing the airway and obstructing breathing. For some people, however, change your sleeping position may not make much difference.
Scientists say there are two types of snorers, those who snore only when sleeping on their backs and those who snore in any position.

A study that surveyed more than 2,000 patients of sleep apnea, conducted by researchers in Israel found that 54% were "parameters"that is, snoring only when they slept on their backs. The rest was "non-positional. "

Other studies have shown that weight has an important role. In a large study published in 1997, patients who snored or had breathing abnormalities only when sleeping on your back were generally leaner, while non-positional equivalents used to be heavier. Overweight, according to the authors, showed a worse sleep and more daytime fatigue.

However, the study also found that these patients saw their apnea improve when they lost weight. According to the National Sleep Foundation in the U.S., for those overweight, losing weight is often the best way to cure sleep apnea and snoring away with altogether.

In conclusion, sleep on your side can help reduce snoring, but overweight people will not see much difference if not lose weight.

Médicos aprendem métodos para dar más notícias aos pacientes Doctors learn methods to deliver bad news to patients

DA EFE

Quando, depois de uma consulta, o paciente ouve palavras como câncer, morte ou não há tratamento, a maioria chega a esquecer 40% das informações que recebem.

Por isso, é fundamental que os médicos saibam transmitir esse tipo de notícia.

Como e onde se diz influi diretamente na reação do paciente. Representar situações nas quais se dão más notícias é uma das práticas de um inovador curso para médicos na Espanha.

Ali, aprendem técnicas para se comunicar com os pacientes: algo que para muitos, é uma disciplina pendente dentro da formação universitária.



EFE'S

When, after a consultation, the patient hears words like cancer, death, or no treatment, the majority comes to mind 40% of information they receive.

It is therefore essential that physicians be able to pass this kind of news.

How and where it says directly influences the patient's reaction. Represent situations which give bad news is one of the practices of an innovative course for physicians in Spain.

There, they learn techniques to communicate with patients, something that for many, is pending in a discipline of university education.

assista o vídeo
watch the video

Dieta gordurosa pode reverter insuficiência renal do diabetes High-fat diet can reverse kidney failure in diabetes

DA BBC BRASIL

Uma dieta rica em gordura e com poucos carboidratos pode reverter a insuficiência renal em camundongos com diabete, segundo um estudo realizado por cientistas americanos.

Na pesquisa, divulgada na publicação científica PLoS ONE, os cientistas da Mount Sinai School of Medicine, de Nova York, analisaram os efeitos de uma dieta composta de 87% de gorduras sobre um grupo de camundongos com predisposição a ter os tipos 1 e 2 de diabete.

O excesso de açúcar no sangue nos diabéticos pode provocar danos nos rins, gerando um quadro de insuficiência renal.

As cobaias foram divididas em dois grupos. Quando a insuficiência renal se manifestou, metade delas passou a receber uma dieta normal e a outra, a dieta com muita gordura.

Depois de oito semanas, os cientistas notaram que os danos nos rins dos roedores haviam sido revertidos.

Médicos e nutricionistas alertam que a dieta rica em gordura, que reproduz os efeitos da inanição, não deve ser realizada sem acompanhamento médico.

DÚVIDAS

"O nosso estudo é o primeiro a demonstrar que uma intervenção por meio de dieta por si só é suficiente para reverter esta complicação grave da diabete", afirmou o professor Charles Mobbs, que liderou a pesquisa.

"Eu certamente acho que (a pesquisa) traz uma esperança, mas eu não posso recomendá-la até que tenhamos feito testes clínicos", completou.

O diretor de pesquisas da entidade britânica Diabetes UK, que combate a doença, levantou dúvidas sobre o estudo, questionando a capacidade de humanos conseguirem manter esta dieta de forma saudável.

"Esta pesquisa foi conduzida com camundongos, então é difícil ver se estes resultados se traduziriam em benefícios reais para pessoas com diabetes neste estágio", afirmou.

"É muito simples dizer que insuficiência renal pode ser prevenida somente com dieta, e também é questionável se a dieta utilizada neste caso seria sustentável por humanos, mesmo no curto prazo."

De acordo com números de 2007, citados pelo Ministério da Saúde, a diabete afeta mais de 6,3 milhões de brasileiros, ou 5,2% da população adulta.


A diet high in fat and low carbohydrate diets can reverse kidney failure in mice with diabetes, according to a study by U.S. scientists.

In research published in the journal PLoS ONE, scientists from the Mount Sinai School of Medicine, New York, examined the effects of a diet composed of 87% fat on a group of mice prone to types 1 and 2 diabetes.

Excess blood sugar in diabetics can cause kidney damage, creating a history of renal failure.

Guinea pigs were divided into two groups. When renal failure was manifested, half of them went on to receive a normal diet and the other the high-fat diet.

After eight weeks, scientists noticed that the damage in the kidneys of rodents had been reversed.

Doctors and nutritionists warn that the high fat diet, which mimics the effects of starvation, should not be undertaken without medical supervision.

QUESTIONS

"Our study is the first to demonstrate that an intervention through diet alone is sufficient to reverse this serious complication of diabetes," said Professor Charles Mobbs, who led the research.

"I certainly think (the survey) brings hope, but I can not recommend it until we have done clinical trials," he added.

The director of research at Diabetes UK entity, which fight disease, raised questions about the study, questioning the ability of humans can keep this diet so healthy.

"This research was conducted with mice, so it is difficult to see whether these results would translate into real benefits for people with diabetes at this stage," he said.

"It's very simple to say that kidney failure can be prevented with diet alone, and also is questionable whether the diet used here would be sustainable for humans, even in the short term."

According to 2007 figures cited by the Ministry of Health, diabetes affects more than 6.3 million Brazilians, or 5.2% of the adult population.

Dieta rica em ômega 3 dobra risco de câncer de próstata Diet rich in omega 3 doubles risk of prostate cancer

O consumo de alimentos ricos em ômega 3 pode fazer bem para o coração, mas aumenta o risco de câncer de próstata agressivo, segundo um estudo americano publicado ontem no "American Journal of Epidemiology".

A pesquisa envolveu mais de 3.400 homens.

Aqueles com altos níveis no sangue de uma proteína que indica consumo de ômega 3 tiveram duas e meia vezes mais câncer.

Por outro lado, homens com maiores índices gorduras trans na corrente sanguínea tiveram uma redução de 50% no risco de câncer. Nenhuma das gorduras foi associada ao baixo risco da doença.

Segundo os pesquisadores, do Fred Hutchinson Cancer Research Center, em Seattle, o impacto do ômega 3 e de outros ácidos graxos no desenvolvimento do câncer ainda é pouco conhecido.

Os médicos afirmam que são necessários mais estudos antes de mudar a recomendação de consumo da substância.



The consumption of foods rich in omega-3 may be good for the heart, but increases the risk of aggressive prostate cancer, according to a U.S. study published yesterday in the American Journal of Epidemiology.

The survey involved over 3,400 men.

Those with high blood levels of a protein indicates that consumption of omega-3 had two and a half times more cancer.

Moreover, men with higher trans fat levels in the bloodstream had a 50% reduction in cancer risk. None of the fats was associated with lower risk of disease.

The researchers, from the Fred Hutchinson Cancer Research Center in Seattle, the impact of omega 3 and other fatty acids in cancer development remains unknown.

Doctors say more study is needed before changing the recommended intake of the substance.