Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


segunda-feira, 2 de maio de 2011

Sistema de busca de doadores de São Paulo será usado na Bahia

O sistema para busca de doadores de órgãos utilizado em São Paulo deve ser implantado na Bahia ainda neste mês. A implementação acontece após atrasos na inauguração, inicialmente prevista para o último dia 26. O motivo da demora teria sido a agenda de técnicos do Ministério da Saúde.

Os técnicos deverão ir até a capital baiana para o lançamento da primeira unidade de organização e procura de órgãos e tecidos, no hospital Roberto Santos. Além dele, outros dois hospitais receberão o novo sistema: Hospital Geral do Estado e Ernesto Simões, totalizando três unidades.

O objetivo é identificar os doadores e os pacientes que precisem de transplantes, facilitando a comunicação entre a central de notificação, capacitação e distribuição de órgãos e tecidos e os hospitais. Atualmente, cerca de 3.800 pessoas aguardam na fila para realizar os procedimentos na Bahia.

Vitamina D pode ajudar no tratamento de doença renal Vitamin D may help treat kidney disease

Pacientes que sofrem de doenças renais têm na vitamina D uma forte aliada. Uma pesquisa desenvolvida em Curitiba pelo médico nefrologista e professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Roberto Pecoits Filho, mostrou que, consumida em nível correto, ela pode evitar a progressão da doença. A pesquisa foi realizada com 40 pacientes no Instituto do Rim da Santa Casa.


Em 67% deles, foi detectada deficiência da vitamina, o que também aumenta em duas vezes os riscos de doenças cardiovasculares e ósseas. Os pesquisadores trataram 31 pacientes, que, depois de seis meses, tiveram reduzidos dois marcadores de risco de doenças do coração.

Pecoits explica que os pacientes com doença renal em estágio mais avançado são mais predispostos à deficiência porque não consomem a vitamina na quantidade adequada. Os motivos, diz, são principalmente falta de apetite e dificuldade para realizar atividades externas, com exposição ao sol.

Por isso, o médico alerta que é preciso cuidar da alimentação e consumir peixes, ovos e cereais fortificados, além de tomar sol diariamente, principais fontes da vitamina.

Prevenção

Os primeiros resultados da pesquisa mostraram que a vitamina D também é fundamental na prevenção, porque ela pode proteger o rim e evitar o desenvolvimento de doenças. “Precisamos de mais estudos para comprovar esta tese, mas os indícios da pesquisa apontam que a vitamina D tem papel importante na prevenção”, afirmou Pecoits.

Porém, o nefrologista alerta que é preciso manter hábitos saudáveis, com alimentação adequada e prática de esportes. O recado vale especialmente para as pessoas enquadradas em fatores de risco, como as que têm diabetes, alto colesterol, obesidade ou sobrepeso.


Patients suffering from kidney disease in vitamin D have a strong ally. A research developed in Curitiba by the nephrologist and professor at the Pontifical Catholic University of Parana (PUCPR), Roberto Pecoits Son, showed that consumed at the correct level, it can prevent progression of the disease. The research was conducted in 40 patients at the Kidney Institute of the Holy House.


In 67% of them were detected vitamin deficiency, which also increases at twice the risk of cardiovascular disease and bone. The researchers treated 31 patients who, after six months, two had reduced risk markers for heart disease.

Pecoits explains that patients with renal disease in later stage are more prone to failure because they do not consume the vitamin in adequate amounts. The reasons, he says, are mostly poor appetite and difficulty in performing activities outside, with sun exposure.

Therefore, the doctor warns that you must take care of food and consume fish, eggs and fortified cereals, and sunbathe daily, the main sources of the vitamin.

Prevention

The first results of the research showed that vitamin D is also crucial in the prevention, because it can protect the kidney and prevent the development of disease. "We need more studies to prove this thesis, but evidence of the research shows that vitamin D plays an important role in prevention, "said Pecoits.

However, the nephrologist warning that we must maintain healthy habits through proper nutrition and sports. The message is especially true for persons who are within the risk factors, such as those with diabetes, high cholesterol, obesity or overweight.

Alimentos em conserva podem causar botulismo; saiba como evitar a doença Canned food may cause botulism, find out how to avoid

O botulismo é uma doença rara, mas muito letal. Em março deste ano foi notificada à Coordenação de Vigilância das Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar do Ministério da Saúde - COVEH/SVS/MS - a ocorrência de cinco casos e um óbito, na cidade de Araguari (SC), devido ao botulismo causado por ingestão de mortadela com toucinho.

A doença ocorre quando as toxinas da bactéria Clostridium botulinum são absorvidas pelo aparelho digestivo. Elas entram na corrente sanguínea, atingem o sistema nervoso e interferem na comunicação entre as células nervosas, resultando em enfraquecimento das funções vitais e paralisia muscular.

O infectologista do Bronstein Medicina Diagnóstica/ DASA, Jaime Rocha, afirma que a bactéria causadora da doença é encontrada no solo, em produtos agrícolas, na água e no trato gastrointestinal dos animais. “A Clostridium botulinum se desenvolve em ambientes sem oxigênio e, por esta razão, é encontrada com facilidade em alimentos enlatados ou embalados a vácuo. Tampas estufadas podem ser indício da presença da bactéria”, explica.

O infectologista destaca ainda que alguns alimentos estão diretamente ligados à doença: embutidos de carnes em geral; conservas em lata e vidro de doces, hortaliças, legumes (palmitos, aspargos, cogumelos, alcachofra, pimentões, berinjelas, alho, picles etc.); peixes e frutos do mar, especialmente acondicionados em embalagens submetidas a vácuo. “Principalmente as conservas de vegetais exigem processos cuidadosos de processamento, como lavagem e desinfecção dos alimentos, acidificação e salmoura adequadas, enfim, condições higiênico-sanitárias adequadas, licença e registro na Vigilância Sanitária”, ressalta.

Os sintomas desta intoxicação são manifestados entre 12 e 36 horas após a ingestão do alimento e são variados. “Aversão à luz, dificuldade para engolir, vômitos, secura na boca e garganta, paralisia respiratória, constipação intestinal e retenção de urina podem ocorrer”, explica. O diagnóstico pode ser obtido por meio dos sinais e sintomas, por exame de sangue e por testes complementares nos alimentos suspeitos. O tratamento é realizado por meio do soro antibotulínico, que atua obstruindo a toxina que circula no sangue, impedindo-a de se alojar no sistema nervoso.

O botulismo é uma doença que comumente pode levar à morte e o seu tratamento exige a internação em unidades de terapia intensiva, por tempo prolongado, dependendo da gravidade do quadro e da precocidade do atendimento médico em relação ao início dos sintomas. “Por isso, os familiares dos doentes são extremamente importantes para prevenir ou detectar precocemente o surgimento de um ou mais casos de botulismo. Deve-se identificar aqueles que fizeram ingestão comum dos alimentos, orientá-los quanto ao aparecimento de sinais e sintomas e a procurar urgentemente os cuidados médicos ao primeiro sinal”, afirma.


Botulism is a rare but very lethal. In March this year was reported to the Coordination of Surveillance of waterborne diseases and Food Ministry of Health - COVEH / SVS / MS - the occurrence of five cases and one death in the city of Araguari (SC) due to botulism caused by eating bologna and bacon.

The disease occurs when the bacterium Clostridium botulinum toxins are absorbed through the digestive tract. They enter the bloodstream, affecting the nervous system and interfere with communication between nerve cells, resulting in weakening of vital functions and muscle paralysis.

The infectious Bronstein of Diagnostic Medicine / DASA, Jaime Rocha, says that the bacteria causing the disease is found in soil, agricultural products, water and the gastrointestinal tract of animals. "Clostridium botulinum grows in environments without oxygen and, therefore, is easily found in canned or vacuum packed. Puffy lids may suggest the presence of bacteria, "he explains.

The infectious disease also points out that some foods are directly linked to the disease: Built-in meat in general, preserved in cans and glass candy, vegetables, legumes (palm hearts, asparagus, mushrooms, artichokes, peppers, eggplants, garlic, pickles, etc.). fish and seafood, especially packaged in vacuum submitted. "Especially the canned vegetables require careful processing procedures such as washing and disinfection of food, adequate acidification and brine, and finally, adequate sanitary conditions, permit and registration with the Health Surveillance," he says.

Symptoms of mercury poisoning are manifested between 12 and 36 hours after ingestion of food and are varied. "Aversion to light, difficulty swallowing, vomiting, dry mouth and throat, respiratory paralysis, constipation and urine retention can occur," he explains. The diagnosis can be obtained by means of signs and symptoms, blood tests and additional tests in suspected foods. Treatment is accomplished through antibotulínico serum, which acts by blocking the toxin circulating in the blood, preventing it to become lodged in the nervous system.

Botulism is a disease that commonly leads to death and their treatment requires hospitalization in intensive care units for prolonged periods, depending on the severity and earliness of care in relation to the onset of symptoms. "Therefore, patients' family members are extremely important to prevent or detect early signs of one or more cases of botulism. It should identify those who made common intake of food, guide them as to the appearance of signs and symptoms and seek urgent medical care at the first sign, "he says.

BA: médicos da rede pública anunciam greve a partir de terça

O governo Jaques Wagner (PT) enfrenta a partir da próxima terça-feira a primeira grande greve por tempo indeterminado dos servidores da área de saúde na Bahia. A decisão foi confirmada em assembleia dos médicos que trabalham para a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Na ocasião, os profissionais avaliaram a insustentabilidade das relações de trabalho, bem como dos salários pagos pelo governo estadual, que chegou a ser classificado como um deboche.

De acordo com o Sindicato dos Médicos (Sindmed), a paralisação será em conjunto com o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia (Sindsaúde), que já havia decidido, também em assembleia, pela greve por tempo indeterminado.

O secretário de Saúde, Jorge Solla, vai se reunir na tarde desta segunda-feira com representantes dos trabalhadores para uma nova negociação. O secretário, porém, afirma acreditar que a iniciativa da greve esteja centrada em membros da diretoria do sindicato da categoria e não terá adesão da maioria dos profissionais. O secretário comentou ainda que o governo tem melhorado as condições de trabalho dos médicos, assim como o atendimento à população.

Segundo Solla, os salários dos profissionais foram reajustados em 250% em quatro anos da atual gestão e destacou que, após dez anos sem novas contratações, o atual governo realizou um concurso em 2008 e já convocou 5,5 mil novos concursados, além de ter aberto 1,2 mil novos leitos e inaugurado cinco novos hospitais. Ele admite que a situação ainda não é a ideal e que falta muito a fazer, já que a demanda ainda é maior que a estrutura de atendimento.

O que é a gestão estratégica? What is strategic management?

Há uma grande diferença entre Gestão Estratégica e Planejamento Estratégico. O Planejamento Estratégico é um processo gerencial que diz respeito à formulação de objetivos para a seleção de programas de ação e para sua execução, levando em conta as condições internas e externas à empresa e sua evolução esperada. Já a Gestão Estratégica é uma forma de acrescentar novos elementos de reflexão e ação sistemática e continuada, a fim de avaliar a situação, elaborar projetos de mudanças estratégicas e acompanhar e gerenciar os passos de implementação. Como o próprio nome diz, é uma forma de gerir toda uma organização, com foco em ações estratégicas em todas as áreas.

Dentro da Gestão Estratégica existem vários passos. Inicialmente é realizado um Diagnóstico Estratégico, onde são realizados os levantamentos das situações atuais da empresa, buscando assim avaliar a existência e a adequação das estratégias vigentes dentro da instituição, bem como se estão oferecendo os resultados esperados. Dentro do Diagnóstico Estratégico, são levantadas informações como a competitividade da empresa, o portifólio de produtos, ações de mudanças, vulnerabilidade às ameaças existentes, quantidade de recursos estratégicos disponíveis e projetos futuros.

Em seguida é realizada uma verificação sobre a Prontidão Estratégica, ou seja, o envolvimento e disponibilidade da direção da empresa em relação ao futuro, as ações tomadas pela alta administração para solucionarem eventuais “janelas” estratégicas, a atenção às mudanças que podem afetar de forma positiva ou negativa, obstáculos institucionais, estatuários, culturais, a existência de perfeita comunicação interna, a existência de sistema de reconhecimento de equipe, que venham de encontro com a Missão, Visão e Valores da empresa, etc.

Posteriormente inicia-se o processo de seleção das prioridades em função da gravidade dos problemas encontrados dentro da organização e assim é estabelecida uma seqüência lógica para a implementação das ações, com foco nos mais importantes em primeiro plano. Tal ação é conhecida como Direcionamento Estratégico, ou seja, é o momento que se define o direcionamento que a instituição precisa seguir para sobreviver ou se sobressair em determinado cenário.

Como o conceito de estratégia relaciona-se diretamente com visão de futuro, uma empresa precisa ter sua visão focada no futuro. Deve então, manter a Vigilância Estratégica, ou seja, deve observar, acompanhar, questionar, vasculhar o horizonte, no tempo, no espaço, à procura de possíveis riscos e oportunidades que possam exigir, oportunamente, ações antecipadas e respostas estratégicas ou contramedidas da organização.

Enfim, para uma empresa atuar com uma Gestão Estratégica precisa apurar todos seus processos e sua real situação e desenvolver ações corretivas constantes, focando seus objetivos e metas e desenvolvendo suas estratégias de forma a manter sua sobrevivência, crescimento e diferenciação competitiva.

Wagner Campos é Especialista em Marketing e Palestrante Motivacional em Vendas e Liderança. É Professor de MBA em Marketing e Vendas, MBA em Gestão de Pessoas e MBA em Logística.


There's a difference between Strategic Management and Strategic Planning. The Strategic Planning is a management process that relates to the formulation of goals for the selection of action programs and their implementation, taking into account the internal and external to the company and its expected evolution. Strategic Management is already a way to add new elements of reflection and action systematically and continuously in order to assess the situation, develop projects for strategic changes and to monitor and manage the implementation steps. As the name implies, is a way of managing an entire organization, focusing on strategic actions in all areas.

Within the strategic management there are several steps. Initially we conducted a Strategic Diagnostics, which are conducted surveys of current situations of the company, trying to assess the existence and adequacy of existing strategies within the institution, and if they are offering the expected results. Within the Strategic Diagnostics, are able to collect information as the company's competitiveness, the product portfolio, stock changes, vulnerability to threats existing amount of strategic resources available and future projects.

Then a check is performed on the Strategic Readiness, ie the availability and involvement of company management about the future, the actions taken by senior management to resolve any "windows" strategic attention to changes that may affect the way positive or negative, institutional barriers, statutory, cultural, existence of perfect internal communication, the existence of a system of recognition of staff, who come from a meeting with the Mission, Vision and Values ​​of the company, etc..

Thereafter begins the process of selection of priorities depending on the seriousness of the problems encountered within the organization and thus a logical sequence is established for the implementation of actions, focusing on the most important in the foreground. This action is known as the Strategic Directions, that is, the moment that sets the direction that the institution must follow to survive or excel in a given scenario.

As the concept of strategy is directly related to future vision, a company must have their eyes on the future. You should then keep the Strategic Surveillance, ie must observe, monitor, question, search the horizon in time, space, looking for possible risks and opportunities that may require timely, early action and response strategies or countermeasures organization .

Anyway, for a company to work with a Strategic Management needs to establish all its processes and its real situation and develop corrective actions listed, focusing on your goals and objectives and developing strategies to maintain their survival, growth and competitive differentiation.

Wagner Campos is a Specialist in Marketing and Sales Motivational Speaker and Leadership. He is Professor of Marketing and Sales MBA, MBA in Personnel Management and an MBA in Logistics.

Humor - À espera de um milagre

Greenline compra carteira de clientes da Samcil

por Saúde Business Web

02/05/2011

Empresas aguardam o aval da ANS para confirmar a negociação

A Greenline Sistema de Saúde confirmou na última sexta-feira o interesse na compra da carteira de clientes da Samcil. As empresas já notificaram a Agência Nacional de Saúde suplementar (ANS) e aguardam apenas o aval da entidade para confirmar a negociação.

Em nota pública a Samcil afirma que "as operadoras já deram ciência à ANS e confiando na aprovação da negociação pelo órgão regulador, tranquilizam os associados que, tão logo sejam resolvidos os passos administrativos e burocráticos, serão comunicados das providências necessárias para a continuidade do atendimento".

No site da Greenline, há um comunicado indicando que foram ajustadas as transferências das carteiras Samcil e Serma para Greenline.

"As operadoras já deram ciência da negociação à ANS, a quem fornecerão os documentos legais necessários às referidas transferências, possibilitando a análise técnica da ANS", diz a nota.

A Samcil possui atualmente cerca de 210 mil clientes, 61 mil deles residentes do Grande ABC. A empresa foi fundada em Santo André e completou 50 anos no ano passado. No início deste mês o empresário e presidente do grupo Luiz Pinto Soares morreu em seu escritório deixando a empresa com dívidas avaliadas em R$ 700 milhões, sendo R$ 200 milhões com credores e fornecedores e R$ 500 milhões com o Fisco.

A ANS deve se pronunciar nesta segunda-feira (02) sobre o assunto, após o vencimento do prazo às 00h da última sexta-feira (29).

Entidades são contra regulamentação de optometrista Principals are against regulation of optometrist in Brazil

por CFM

02/05/2011

Segundo instituições médicas, o profissional não tem capacidade técnica de fazer diagnósticos de doenças graves

A Comissão de Assuntos Políticos das entidades médicas nacionais emitiu parecer contrário ao Projeto de Lei 369/11, do deputado Marçal Filho (PMDB/MS), dispõe sobre a regulamentação da profissão de optometrista. A decisão foi tomada nesta última quarta-feira (27), durante a reunião da CAP, realizada na sede da Federação Nacional dos Médicos, em Brasília. De acordo com a Comissão esse é o quarto projeto apresentado tentando regulamentar a profissão.

Em 2009, a Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) da Câmara dos Deputados reprovou o PL 1791/07, que também trata da regulamentação da profissão, por entender que as atribuições do optometrista conflitava com os atos privativos dos médicos.

De acordo com dirigentes das entidades médicas, o optometrista não tem capacidade técnica de fazer diagnósticos de doenças graves e um parecer errado pode comprometer a saúde do paciente, que, sem o correto diagnóstico, pode desenvolver doenças como câncer, diabetes, entre outras.

Durante a reunião, cerca de 44 Projetos de Lei na área da saúde foram analisados pela Comissão, que é formada por integrantes da Federação Nacional dos Médicos, Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Brasileira. Eles decidiram quais dessas proposições são relevantes para a agenda do grupo.

A Comissão também definiu na reunião desta quarta-feira, 27, que as atividades realizadas pela CAP serão divulgadas em um boletim eletrônico quinzenal, trazendo as principais notícias e informações relacionadas à tramitação de Projetos de Lei de interesse dos médicos e da sociedade civil. A data da primeira publicação ainda não foi definida.


by CFM

02/05/2011

According to medical institutions, professionals do not have the technical capability of making diagnoses of serious illnesses

The Political Affairs Committee of the national medical authorities issued an opinion contrary to the Bill 369/11, Deputy Marçal Filho (PMDB / MS), provides for the regulation of the profession of optometrist. The decision was taken this last Wednesday (27), during the meeting of the PEC held at the National Federation of Doctors in Brasilia. According to the Commission that is the fourth bill introduced trying to regulate the profession.

In 2009, the Commission on Social Security and Family (CSSF) of the House of Representatives rebuked PL 1791/07, which also deals with the regulation of the profession, to understand that the duties of optometrists conflicted with the acts of private physicians.

According to leaders of medical organizations, the optometrist has no technical ability to make diagnoses of serious illnesses and a wrong opinion may endanger the health of the patient, that without the correct diagnosis, can develop diseases such as cancer, diabetes, among others.

During the meeting, approximately 44 Bills in health were examined by the Commission, which is formed by members of the National Federation of Doctors, the Federal Council of Medicine and Brazilian Medical Association. They decided which of these propositions are relevant to the agenda of the group.

The Commission also defined at the meeting this Wednesday, 27 that the activities undertaken by the CAP will be disclosed in a biweekly electronic newsletter, bringing the key stories and information related to processing of Bills of interest among doctors and civil society. The date of first publication is not defined yet.

Proteína do cérebro que ajuda memória atrapalha quimioterapia Protein helps the brain that impairs memory chemotherapy

É um caso clássico de dupla personalidade molecular que começa a ser revelado: a proteína que, no cérebro, favorece a formação de memórias, enquanto parece proteger tumores do intestino.

Trata-se da BDNF, cuja ação pode trazer pistas para novas formas de atacar o câncer.

Estudando células tumorais em laboratório, pesquisadores da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) demonstraram que a proteína neutraliza os efeitos de uma droga anticâncer.

Se a descoberta se confirmar, é possível que o tratamento adequado contra a doença exija tanto um ataque convencional ao tumor quanto um bloqueio desse mecanismo de compensação.

CARICATURA

Segundo Rafael Roesler, um dos autores do estudo, a BDNF não é exatamente uma exceção. Há diversos indícios de que há semelhanças entre certos processos do sistema nervoso e o que acontece no interior dos tumores.

"Existem vários paralelos entre a plasticidade sináptica [a maleabilidade das ligações entre neurônios], a formação de memórias e a proliferação de células tumorais", diz ele. É possível que o câncer "sequestre e reproduza, de forma caricata, o que ocorre nos neurônios".

Tanto é assim que o gene do receptor (a "fechadura química") ao qual a BDNF se conecta foi estudado primeiro como gene associado ao câncer, e só mais tarde teve sua função nos neurônios elucidada, conta Roesler.


NO HOSPITAL

No estudo, Roesler e seus colegas Caroline Brunetto de Farias (cujo doutorado versa sobre o tema) e Gilberto Schwartsmann avaliaram a atividade da proteína em tumores do intestino grosso de 30 pacientes de Porto Alegre, homens e mulheres com idade média acima dos 60 anos.

O crucial aqui é que, junto com o tecido canceroso, eles obtiveram também tecido saudável dessas pessoas, o que permitia comparar as diferenças moleculares entre as duas condições.

Em quase todas as amostras de câncer, o gene responsável pela produção da BDNF estava ativado, e de forma bem mais acentuada do que nos tecido normais. Veio então a aplicação de um quimioterápico experimental contra as células tumorais.

Essa substância é capaz de diminuir a proliferação das células de câncer. Mas, quando era aplicada, a produção de BDNF crescia, aparentemente para proteger as células tumorais atacadas. E uma dose extra da proteína acabava com o efeito da droga.

O próximo passo dos pesquisadores é verificar se o processo se repete, por exemplo, em animais de laboratório com câncer. Também seria preciso ver se há formas de bloquear a ação da BDNF sem afetar os neurônios, talvez com substâncias que façam esse serviço sem passar do sangue para o cérebro.

A pesquisa está na revista científica "Oncology". A equipe integra o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Translacional em Medicina, cujo objetivo é transformar conhecimento científico em novas opções para o tratamento de pacientes.


It's a classic case of split personality molecular begins to be revealed: the protein in the brain favors the formation of memories, while it seems to protect intestinal tumors.

This is the BDNF, whose action can yield clues to new ways to attack cancer.

Studying tumor cells in the laboratory, researchers at UFRGS (Federal University of Rio Grande do Sul) demonstrated that the protein neutralizes the effects of an anticancer drug.

If the discovery is confirmed, it is possible that the proper treatment against the disease requires both a conventional attack by blocking this tumor as a compensation mechanism.

CARICATURE

According to Rafael Roesler, one of the authors of the study, BDNF is not exactly an exception. There are several indications that there are similarities between certain processes of the nervous system and what happens inside the tumors.

"There are many parallels between synaptic plasticity [the malleability of connections between neurons], memory formation and proliferation of tumor cells," he says. It is possible that cancer "kidnap and play, so ridiculous, which occurs in neurons."

So much so that the receptor gene (the "chemical lock") which connects the BDNF was studied as the first gene linked to cancer, and only later played a role in neuronal elucidated, says Roesler.

IN HOSPITAL

In the study, Roesler and his colleagues Caroline Brunetto de Farias (whose doctorate is about the theme) and Gilberto Schwartsmann assessed the activity of the protein in tumors of the large intestine of 30 patients from Porto Alegre, men and women with average age over 60 years.

The key here is that, along with the cancerous tissue, they also had these people healthy tissue, which allowed to compare the molecular differences between the two conditions.

In almost all cancer samples, the gene responsible for production of BDNF was activated, and so much more marked than in normal tissue. Then came the application of an experimental chemotherapy against tumor cells.

This substance is able to reduce the proliferation of cancer cells. But when it was applied, the increased production of BDNF, apparently to protect tumor cells attacked. And an extra dose of the protein ended up with the drug.

The next step for researchers is whether the process is repeated, for example, in laboratory animals with cancer. It would also need to see if there are ways to block the action of BDNF without affecting the neurons, perhaps with substances that make this service without going through the blood to the brain.

The research is in the journal Oncology. The team is part of the National Institute of Science and Technology in Translational Medicine, which aims to transform scientific knowledge into new options for treating patients.

Propagandas antigas - Motorzinho para dentistas


“Aos senhores industriais, médicos e dentistas. Motorzinhos de 1/30 a 1/4 HP de 110 e 220 volts, 50 ou 60 ciclos.
 
Venham conhecê-los.
 
Se tiverem qualquer máquina que gaste estas forças venham consultar-nos.
 
Companhia General Electric do Brasil”.

21 de dezembro de 1917.

http://blogs.estadao.com.br/reclames-do-estadao/category/medicina/

Maioria ignora médico e sofre lesão ao malhar Majority ignores doctor and suffers injury to strike

Em SP, 90% das pessoas não passam por avaliação antes de iniciar um treino e por isso se machucam

Mariana Lenharo - Jornal da Tarde

Para começar a frequentar a academia não basta encontrar tempo, ter força de vontade e comprar um bom par de tênis. Fazer uma avaliação médica completa é essencial para prevenir acidentes e lesões, mas o procedimento é deixado de lado por 90% dos atletas iniciantes de São Paulo. Esse é o resultado de um levantamento da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo com base nos pacientes atendidos em 2010 pelo Ambulatório Médico Esportivo do Hospital Estadual Ipiranga, na zona sul da capital.

Responsável pela pesquisa, o médico do esporte Ricardo Galotti conta que já esperava que esse número fosse alto, mas se surpreendeu com o índice de 90%. Ele reuniu informações de atletas e iniciantes colhidas no próprio ambulatório, no qual atua como coordenador, e também em eventos esportivos. "É uma questão cultural. As pessoas não costumam ir ao médico quando não estão doentes. Além disso, muitas academias não exigem atestado médico. A pessoa faz a matrícula e começa a se exercitar."

Participaram do levantamento 700 pacientes atendidos no ambulatório em 2010, dos quais 60% praticavam futebol, 20% atletismo, 10% artes marciais e outros 10% praticavam modalidades diversas, como voleibol, skate e surfe. "Se uma pessoa com patologias cardíacas praticar um esporte que exija muito esforço, é possível ter complicações que podem levá-la à morte. As patologias ortopédicas também podem piorar com uma atividade física inapropriada", explica Galotti.

De acordo com o médico Jomar Souza, especialista em medicina do esporte e diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBME), os exames ‘pré-malhação’ têm duas funções essenciais: prever se determinado exercício poderia colocar a vida da pessoa em risco e verificar se o futuro esportista é vulnerável a lesões ósseas e musculares, no caso de ele ter problemas de postura ou de flexibilidade.

"Se pensarmos na atividade física como um remédio, fica fácil perceber que a dosagem inadequada pode ter efeitos colaterais nocivos, por isso é importante fazer uma avaliação para saber qual é a melhor atividade", diz Souza.

De acordo com a educadora física Regina Bento Oliveira, coordenadora técnica de uma rede de academias da cidade, o maior risco para quem não faz o exame médico antes de começar um exercício são as chamadas doenças silenciosas. "O problema são doenças como hipertensão e diabete, que podem aparecer tanto em crianças de 12 anos de idade como em pessoas adultas que não têm nem histórico familiar", explica. Galotti completa que é muito comum uma doença cardíaca começar a se manifestar durante os exercícios, sem que isso nunca tenha acontecido antes.

Sem orientação. No caso da historiadora Bianca Rios, de 26 anos, que começou a fazer musculação, aeróbica e esteira há duas semanas, a consulta ao médico foi deliberadamente evitada. "Na verdade, eu nem posso fazer academia, pois tenho duas hérnias de disco. Mas, como quero ficar em forma, comecei assim mesmo e até agora estou gostando", admite. Ela contou ao instrutor sobre seu problema e diz que ele está evitando indicar exercícios que comprometam a região lombar.

"Não fui ao médico porque sabia que ele não iria liberar os exercícios. Além disso, é muito difícil conseguir consulta pelo meu convênio", garante a historiadora. No último mês ela está arriscando até mesmo alguns exercícios na plataforma Wii Fit (jogos de videogame que simulam exercícios físicos).

Joelhos são as áreas mais frágeis. Uma boa avaliação médica pré-exercício engloba exames cardiovasculares, exames de sangue e testes ortopédicos. Para o médico do esporte Jomar Souza, diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBME), essa avaliação ajuda o instrutor da academia a desenvolver um plano de exercícios personalizado e adequado.

"A pessoa já vai chegar à academia com algumas orientações sobre o que pode e o que não pode ser feito. Os exames mostram qual é seu perfil corporal, sua flexibilidade", explica. A educadora física Regina Bento Oliveira acredita que o trabalho em conjunto entre o médico e o instrutor beneficia muito o aluno. "É importante que ele traga um exame atualizado para eu saber em que pontos posso forçar e direcionar o treino", acredita.

Segundo Regina, geralmente existe uma falta de comunicação entre os profissionais relacionados às atividades físicas. "Quando tenho alguma aluna com um problema, sempre pego o telefone do médico e entro em contato. Deve ser um trabalho multidisciplinar", avalia.

De acordo com o estudo realizado pela Secretaria de Estado da Saúde, 70% das lesões ocorridas durante o exercício acometem o joelho do praticante, mas há outros alvos fáceis. "Tendinites, lesões nos ligamentos e dores na coluna também são muito comuns", enumera o médico do esporte Ricardo Galotti, diretor do Ambulatório Médico Esportivo do Hospital Estadual Ipiranga e autor do levantamento.

Segundo Galotti, ocorrências cardiovasculares, embora sejam mais graves, ocorrem com muito menos frequência durante a prática de exercícios físicos. A avaliação física pode ser feita por um médico do esporte, um ortopedista, um cardiologista ou mesmo um pediatra, no caso das crianças.

Para os médicos da área esportiva, a maioria das pessoas, mesmo as que têm lesões como a de Bianca, pode fazer alguma atividade física. "A quantidade de patologias que impedem totalmente a atividade física é baixíssima. A gente sempre encontra uma atividade adequada a cada pessoa e, se ela faz questão de fazer determinada modalidade, passamos orientações sobre como deve praticá-la para não agravar seus problemas", diz Souza.

COM CUIDADO

Exercícios, quando orientados, são benéficos para a saúde. A Organização Mundial de Saúde indica 150 minutos por semana

Se essa recomendação fosse seguida, cerca de 25% dos casos de câncer de mama e de cólon poderiam ser evitados, segundo dados da União Internacional para o Controle de Câncer

Exercícios também ajudam a manter o peso saudável e a controlar diabete e hipertensão



In SP, 90% of people do not go through an assessment before starting training and thus get hurt

Mariana Lenharo - Jornal da Tarde

To start attending the academy does not just find time to have willpower and a good pair of sneakers. Do a thorough medical evaluation is essential to prevent accidents and injuries, but the procedure is left for 90% of the athletes beginning of Sao Paulo. This is the result of a survey of the Ministry of Health of Sao Paulo based on patients treated in 2010 by the Sports Medical Clinic Ipiranga State Hospital in Beirut's southern suburbs.

Responsible for research, sports physician Ricardo Galotti says that he expected that number was high, but was surprised at the rate of 90%. He gathered information for beginners and athletes gathered in the ambulatory, which acts as coordinator, and also in athletics. "It's a cultural issue. People do not usually go to the doctor when they are sick. In addition, many gyms do not require a medical certificate. The person making the registration and start exercising."

Participated in the survey 700 patients in the clinic in 2010, of which 60% practicing football, 20% athletics, 10% martial arts and 10% practiced various ways, such as volleyball, skateboarding and surfing. "If a person with cardiac disease in a sport that requires much effort, you can have complications that can take it to death. Orthopedic pathologies may also worsen with physical activity is inappropriate," said Galotti.

According to the doctor Jomar Souza, an expert in sports medicine and director of the Brazilian Society of Exercise Medicine and Sports (SBME), the tests 'pre-workout' have two main functions: to predict whether a given year could put the lives of person at risk and see if the athlete is vulnerable to future musculoskeletal injuries, in case he had problems with posture or flexibility.

"If we think of physical activity as a remedy, it is easy to see that inadequate dosing may have harmful side effects, so it is important to make an assessment to find out what is the best activity," says Souza.

According to the physical educator Regina Oliveira Bento, technical coordinator of a network of city academies, the highest risk for whom does the medical examination before starting an exercise are called silent diseases. "The problem are diseases such as hypertension and diabetes, which can appear both in children 12 years of age and in adults who have no family history," he explains. Galotti complete that it is a very common heart disease begin to manifest during exercise, without which it has never happened before.

Without guidance. For the historian Bianca Rios, 26, who started doing weight training, aerobics and treadmill for two weeks, visits to the doctor was deliberately avoided. "Actually, I can not even do gym because I have two herniated discs. But as I stay in shape, and even got so far I'm enjoying it," he admits. She told the teacher about your problem and says he is avoiding exercises indicate that compromise the lumbar region.

"It went to the doctor because I knew he would not release the exercises. Moreover, it is very difficult to get through my consulting agreement," says the historian. Last month it is putting even some exercises on the platform Wii Fit (video games that simulate exercise).

Knees are the most fragile areas. A good pre-exercise medical evaluation includes cardiovascular examinations, blood tests and orthopedic tests. For the sports physician Jomar Souza, director of the Brazilian Society of Exercise Medicine and Sports (SBME), this assessment helps the instructor of the academy to develop a personalized exercise plan and adequate.

"The person is gonna come to the gym with some guidelines about what can and can not be done. Tests show what your body shape, its flexibility," he explains. The physical educator Regina Bento Oliveira believes the teamwork between the physician and greatly benefits the student instructor. "It's important that he brings an updated survey so I know where I can force points and direct training," he believes.

According to Regina, there is often a lack of communication among the professionals related to physical activities. "When I have a female student with a problem, always pick up the phone the doctor and get in touch. It should be a multidisciplinary work," he says.

According to a study by the Ministry of Health, 70% of injuries occurred during exercise affect the practitioner's knee, but there are other easy targets. "Tendonitis, ligament injuries and back pain are also very common," lists the sports physician Ricardo Galotti, director of the Sport Medical Clinic Ipiranga State Hospital and author of the survey.

According Galotti, cardiovascular events, although they are more severe, occur much less frequently during physical exercise. The physical assessment can be made by a sports physician, an orthopedist, a cardiologist or a pediatrician for children.

For doctors in the area of ​​sports, most people, even those with injuries such as Bianca, can do something physical. "The amount of diseases that prevent full physical activity is very low. We always find a suitable activity for each person and if she wishes to perform a particular embodiment, guidance on how we should practice it not to exacerbate their problems," Souza says.

CAREFULLY

Exercises, when targeted, are beneficial to health. The World Health Organization indicates 150 minutes per week

If this recommendation were followed, about 25% of cases of breast cancer and colon cancer could be avoided, according to the International Union for Cancer Control

Exercise also helps maintain healthy weight and control diabetes and hypertension.

Médico troca paciente grávida por partida de futebol em Manaus (AM) Medical exchange for a pregnant soccer match in Manaus (AM)

O flagrante foi registrado na sala de espera de um hospital no último domingo (26/04). Uma mulher grávida de dois meses procurou o pronto-socorro com dores e sangramento. Depois de uma hora ela foi atendida pelo obstetra que pediu uma ultrassonografia. Outras nove grávidas que esperavam na recepção tentaram falar com o médico, que pediu que esperasse os pênaltis da final do Campeonato Carioca.



The glaring was registered in the waiting room of a hospital on Sunday (26/04). A woman two months pregnant went to the emergency room with pain and bleeding. After an hour she was seen by an obstetrician who asked ultrasonography. Another nine pregnant women who waited at the reception tried to talk to the doctor, who asked him to wait the shootout in the final of the Carioca Championship.

Campanha contra gripe reduziu em 60% internações por pneumonia Campaign against influenza reduced by 60% for pneumonia

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse hoje (30) que a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que existe há 13 anos, foi responsável pela redução em 60% dos casos de pneumonia no país. Padilha afirmou que a inclusão de grupos específicos – como indígenas, grávidas e crianças de seis meses a dois anos – tem o objetivo de atingir a sociedade como um todo.

“Já implantamos a campanha de vacinação [contra a gripe] no Brasil há 13 anos e, nesse período, ela contribuiu para reduzir em 60% as internações por pneumonia, pois a gripe ajuda a complicar outras doenças”, disse o ministro durante o programa Revista Brasil, da Rádio Nacional. “A estratégia é proteger quem mais precisa de cuidados.”

Padilha ressaltou que 90% da vacina utilizada na campanha são de fabricação nacional, garantindo o abastecimento aos 65 mil postos de saúde em todo o país e assegurando a independência em relação à ajuda externa.

“Noventa por cento das doses aplicadas no Brasil são produzidas por laboratórios públicos nacionais, numa pareceria do Ministério da Saúde com o Instituto Butantan”, afirmou o ministro. “Isso garante que a gente possa ter acesso a toda a população brasileira. Não precisamos ficar dependendo de outros países.”

O ministro lembrou que a vacina usada no Brasil é totalmente segura. “Ela é extremamente segura, tanto é que a própria presidenta da República [Dilma Rousseff] tomou a vacina na segunda-feira [25]”, afirmou, acrescentando que há restrições para não tomar a vacina em casos bem definidos, como quem está fazendo algum tipo de tratamento, entre eles o de combate ao HIV. Ele recomendou que as pessoas procurem seu médico para obter orientações.

Os postos de saúde ficarão abertos até as 17h para a vacinação contra a gripe, que é feita em uma única dose para todos os grupos, com exceção das crianças – os menores de dois anos vão receber duas doses, aplicadas em um intervalo de 30 dias.

A meta do Ministério da Saúde é imunizar pelo menos 23,8 milhões de pessoas até 13 de maio - quando acaba a campanha.


Renata Giraldi
Reporter Agency Brazil

Brasilia - The Minister of Health, Alexandre Padilha, said today (30) that the National Campaign Against Influenza, which has existed for 13 years, was responsible for the reduction in 60% of pneumonia cases in the country. Padilla said the inclusion of specific groups - such as indigenous people, pregnant women and children from six months to two years - is intended to affect society as a whole.

"We have implemented an immunization campaign [against the flu] in Brazil for 13 years and during that time, it helped reduce by 60% for pneumonia because the flu helps complicate other diseases," the minister said during the program Brazil Magazine, National Radio. "The strategy is to protect those who need more care."

Padilla said that 90% of the vaccine used in the campaign are of domestic manufacture, ensuring the supply to 65 000 health centers across the country and ensuring independence from foreign aid.

"Ninety percent of the applied rates in Brazil are produced by public laboratories national, seem at a Ministry of Health with the Institute Butantan," said the minister. "This ensures that we can have access to the entire population. We need not be depending on other countries. "

The minister noted that the vaccine used in Brazil is totally secure. "It is extremely safe, so much so that the very President of the Republic [Rousseff] took the vaccine on Monday [25]," he said, adding that there are no restrictions to take the vaccine in very specific cases, such as who is doing some treatment, including that of HIV. He recommended that people seek your doctor for advice.

The clinics will be open until 17h for vaccination against influenza, which is done in a single dose for all groups except those children - those under two years will receive two doses, administered at 30 days interval

The goal of the Health Ministry is to immunize at least 23.8 million people by May 13 - when the campaign ends.

Indústria usou aditivo contra apetite no fumo, afirma pesquisa Industry additive used in appetite against smoking, says

Os principais frabricantes de cigarro do mundo usaram ou fizeram planos de incluir aditivos químicos para diminuir o apetite, informa a reportagem de Mario Cesar Carvalho publicada na edição desta segunda-feira da Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL).

Para pesquisadores seria necessário estudos para saber se ainda existe o uso de aditivos.


The major cigarette frabricantes the world have used or made ​​plans to include chemical additives to reduce appetite, the report said Mario Cesar Carvalho published in Monday's edition of Folha (fully available to subscribers of the newspaper and UOL).

Studies would be necessary for researchers to know if there is still the use of additives.

Farmacêuticas travam guerra contra 'genérico' de remédio biológico Pharmaceutical wage war against 'generic' biologic medicine

Eles atacam células específicas, como as de um tumor. Feitos a partir de substâncias vivas, os remédios biológicos são considerados a principal inovação em medicamentos dos últimos anos.

A esperança é que esses remédios tragam avanços em áreas em que a ciência está perdendo. Essa tecnologia já está sendo aplicada para tratar certos tipos de tumor (linfoma e câncer de mama) e doenças autoimunes (artrite reumatoide e psoríase).

Enquanto se espera que os remédios biológicos ganhem a batalha contra as doenças, a indústria de pesquisa e a de genéricos trava uma guerra não declarada sobre como será a reprodução desses medicamentos quando os originais perderem as patentes.

O correspondente ao "genérico" da droga biológica é o chamado biossimilar.

A aprovação dos biossimilares poderá reduzir de 10% a 20% o valor dos tratamentos biológicos, de alto custo para o consumidor e para o sistema público de saúde.

"Como aprovar um biossimilar? A discussão agora é até onde precisamos testar. A [empresa] que descobriu a molécula quer muitos estudos, para adiar o lançamento do concorrente;a de genérico, poucos, para colocar mais rápido seu produto no mercado", diz o oncologista Paulo Hoff, diretor do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira.

Hoff é da opinião que, para produzir um biossimilar, serão necessários mais estudos do que para a aprovação de um genérico como os que existem hoje, feitos com drogas de síntese química.

"Replicar todos os estudos talvez não seja necessário, mas é preciso um mínimo. A maior parte dos médicos é a favor dos biossimilares com ressalvas. A licença para que sejam produzidos é benéfica, aumenta a gama de opções do médico e reduz o custo para a população", afirma.


LEGISLAÇÃO

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou, em dezembro do ano passado,uma legislação geral sobre o registro desses produtos. Nas próximas semanas, devem sair as regulamentações específicas sobre os estudos que os laboratórios precisam apresentar.

Para o imunologista Jorge Kalil, diretor do Instituto Butantan, a briga agora é não deixar que a exigência de estudos longos impeça o Brasil de produzir os remédios.

"Se você tem que refazer todo o processo de estudos, não vai conseguir dar o passo da inovação. E a gente acaba sempre comprando a coisa que é mais cara."

Ele defende um processo mais simples para a produção de biossimilares. "Você mostra que seu remédio é seguro, que é terapeuticamente equivalente e começa a usar, com acompanhamento de fármaco vigilância,que garante a segurança do paciente no decorrer do tempo."

Antônio Britto, presidente da Interfarma (associação da indústria farmacêutica de pesquisa), afirma que, por ter origem viva, o medicamento biológico envolve mais riscos e exige maiores cuidados. "O remédio biológico é uma novidade, ainda não sabemos muita coisa, não há como não apresentar estudos."

O presidente da Pró Genéricos, Odnir Finotti, diz que as empresas do setor não se negam a fazer estudos, mas defende a criação de protocolos para cada caso.

"A batalha é: eu consigo reproduzir o processo e chegar a uma droga equivalente? Sim. Com a mesma eficácia? Sim. Com amesma segurança? Sim. Então não preciso reproduzir tudo, ganhei etapas e consigo botar um produto mais barato no mercado."

Fontes: Jorge Kalil, imunologista; Paulo Hoff, oncologista

QUE DROGA É ESSA
Medicamento biológico é feito de substâncias produzidas ou extraídas de um organismo vivo, enquanto as drogas convencionais são obtidas por síntese química.

A AÇÃO DO REMÉDIO
Os remédios biológicos têm moléculas semelhantes às das proteínas produzidas pelo próprio organismo e atingem moléculas específicas do sistema imunológico (terapia-alvo).


They attack specific cells, such as a tumor. Made from living substances, the drugs are considered the main biological innovation in pharmaceuticals in recent years.

The hope is that the drugs bring advances in areas in which science is losing. This technology is already being applied to treat certain types of tumors (lymphoma and breast cancer) and autoimmune diseases (rheumatoid arthritis and psoriasis).

While it is expected that biological drugs to win the battle against disease, research and industry of generic hangs an undeclared war on the reproduction of these drugs when they lose the original patent.

The corresponding "generic" biologic drug is called biosimilar.

The approval of biosimilar can reduce 10% to 20% the amount of biological treatment, high cost to the consumer and the public health system.

"How to approve a biosimilar? The discussion now is how far we need to test. [Company] who discovered the molecule or many studies, to postpone the launch of a competitor; the generic, few more quick to put their product on the market," says oncologist Paul Hoff, director of the Cancer Institute of the State of São Paulo Octavio Frias de Oliveira.

Hoff believes that to produce a biosimilar will require more studies than for the approval of a generic as those that exist today, made with chemically synthesized drugs.

"Replicate all studies may not be necessary, but it takes a minimum. Most doctors are in favor of the biosimilar with caveats. The license to be produced is beneficial, increases the range of medical options and reduces the cost to the population, "he says.

LEGISLATION

Anvisa (National Agency for Sanitary Vigilance) approved in December last year, a comprehensive legislation on the registration of these products. In coming weeks, should leave the specific regulations on the studies that laboratories must submit.

To the immunologist Jorge Kalil, director of the Butantan Institute, the fight now is to not let the requirement of lengthy studies prevents Brazil to produce the drugs.

"If you have to redo the whole process of study, will not give the pace of innovation. And we always end up buying something that is more expensive."

He advocates a simpler process for the production of biosimilar. "You show that its drug is safe, that is therapeutically equivalent and start using it, with monitoring of drug surveillance, which ensures patient safety over time."

Antonio Britto, president of Interfarma (association of pharmaceutical industry research), says that because home alive, the biological product involves more risk and requires greater care. "This drug is a biological novelty, still do not know much, there is not as present studies."

The president of the Pro Generic Odnir Finotti, says companies in the industry do not refuse to do studies, but advocates the establishment of protocols for each case.

"The battle is: I can replicate the process and reach an equivalent drug? Yes, with the same effectiveness? Yes With A similar security? Yes, so do not need to play everything, you've won stages and put a cheaper product on the market. "

Sources: Jorge Kalil, an immunologist, Paul Hoff, an oncologist

WHAT THE HELL IS THIS
Biological product is made from substances produced or extracted from a living organism, whereas conventional drugs are obtained by chemical synthesis.

ACTION OF THE MEDICINE
The drugs are biological molecules similar to the proteins produced by the body and affect specific molecules in the immune system (targeted therapy).